Produtora potiguar cria uma galeria de artes virtual

Aperte nestes botões para aumentar a fonte:

(Diminuir/Resetar/Aumentar)


Os tempos de pandemia deixaram os artistas perdidos, no qual muitos tiveram que se reinventar das mais diversas formas possíveis. A produtora cultural Jussara Santos, por exemplo, resolveu se inscrever no edital da Lei Aldir Blan da Fundação José Augusto (FJA) e conseguiu criar a sua galeria de artes funcionar. O projeto se chama Calicot Galeria Virtual – Telas Digitais, no qual desenvolveu uma plataforma digital 3D.

Como funciona? São imagens digitalizadas de obras de artistas potiguares, no qual o visitante pode ver em uma perspectiva de 360 graus. Quer dizer, como se fitasse um museu, sendo que na tela do computador ou smartphone.

A galeria virtual inclui ainda as obras de Jussara Santos, “Arte de Adesivar”, visto que seu objetivo é disponibilizar um espaço onde novos artistas e artistas renomados possam expor suas obras de arte sem nenhum custo financeiro, podendo ainda comercializar seus trabalhos.

Segundo Jussara, a galeria pretende ainda “ajudar artistas potiguares através da Monitoria Artística. Através de um auditório virtual, acontecerão sessões online com outros artistas nacionais. Ainda mais pretende dar visibilidade aos trabalhos artísticos de forma profissional para o mercado potiguar das artes visuais”.

Nasce um novo espaço cultural comunitário de artistas potiguares das artes visuais, sendo ele para artistas plásticos, fotógrafos, desenhistas, escultores, entre outros.

O projeto de galeria de artes virtual, vislumbra possíveis ações que facilitem o acesso e estimulem a fruição dos bens artístico-culturais dos artistas visuais do RN, caso tenham um trabalho de qualidade representativa e experiência, de pelo menos 2 anos na sua área de atuação.

Quero minha obra na exposição na galeria de artes virtual: Como Faz?

De acordo com a equipe do projeto Calicot Galeria Virtual, o interessado precisa acessar este link e realizar a sua inscrição. Vale salientar que apenas artistas residentes no Rio Grande do Norte podem participar deste projeto.

Além disso, a divulgação para comercialização das obras é livre, no entanto a negociação fica a cargo de cada artista expositor. Interessados em comprar as obras devem tratar com cada artista por meio dos contatos divulgados.