Joca Júnior não é apenas uma marca de açaí

Aperte nestes botões para aumentar a fonte:

(Diminuir/Resetar/Aumentar)


Quem já experimentou o açaí do Joca Júnior ou comprou os seus potes no supermercado? Uma curiosidade, todavia, é que ele existe e foi um surfista profissional bastante famoso na capital potiguar, muito antes de Ítalo Ferreira ser campeão mundial de surf. Vamos contar a sua história a seguir.

Quando pensamos em Joca, a gente associa ao João Carlos, mas o seu nome é José Genival Bezerra Júnior e nasceu longe das praias, mais precisamente no Seridó de Currais Novos.

Ele se mudou para a capital do Rio Grande do Norte em 1980, cujo objetivo era ser jogador profissional de futebol.

Foto acima do título: Artur Dantas.

Virou surfista profissional

Mas, a sua vida em Natal fez com que ele conhecesse o surf, aprendeu a partir de uma prancha emprestada do seu professor de capoeira. Quando pai percebeu o seu talento para o esporte, presenteou como uma prancha própria. 

Joca foi campeão brasileiro amador no ano de 1989 e competiu profissionalmente no circuito brasileiro e mundial até 2003. Foi o único surfista brasileiro a ter campeonatos em três categorias: amador, profissional e master.

Além disso, ele ficou em terceiro colocado no Mundial de Surf no ano de 1996.

Aqui tá a entrevista nos anos 90, no auge de sua carreira no surf. Veja:

Sua relação com o açaí

Inicialmente, ele era sócio do “Toca do Açaí”, no qual tinha uma parceria com um empresário paulista. Entretanto, a sociedade foi rompida, nascendo então o Açaí do Joca Jr.

Além de uma fábrica em Parnamirim, a empresa tem uma lanchonete no bairro de Ponta Negra, mais precisamente na Praça do Disco Voador.

A polpa do açaí servida pelo Joca Jr vem da distribuidora Ki-Açaí de Belém. A fruta de origem amazônica é preparada com xarope de guaraná na fábrica em Parnamirim e fornecida para os diversos pontos de venda e para a lanchonete própria.