Fotógrafo registra supermercado de Natal pós-Coronavírus

Compartilhe:

No dia 12 de março, o Governo do Estado anunciou o primeiro caso de Coronavírus no Rio Grande do Norte. Em quase duas semanas, os casos subiram para 14 e isso é praticamente um infectado por dia. Até o momento os casos confirmados são em Natal (9), Parnamirim (4) e Mossoró (1), no qual a maioria dos pacientes viajaram para outros estados ou tiveram contatos com outros que estiveram doente. E os natalenses tiveram que passar por mudança, uma delas foi fazer o isolamento solitário.

Leia Também:

O Brasil já chegou em torno de 2200 casos da pandemia que está acontecendo na maioria dos países. Neste momento, algumas pessoas estão se isolando para evitar a propagação do vírus e evitar a superlotação, a conhecida quarentena. Mas, quem precisou sair do supermercado? O que faz? O estudante de filosofia, Gabriel Baumann, está começando a sua carreira de fotógrafo e aproveitou o momento de compras no supermercado para registrar como as pessoas estão neste momento que o surto de Coronavírus estão fazendo. Embora existem relatos de pessoas falando das pessoas desrespeitando as regras estabelecidas no Governo do Estado sobre a ida ao supermercado de Natal, o estabelecimento que Gabriel visitou mostrou funcionários e clientes comprando os produtos com luvas e máscaras.

No entanto, seus olhares parece de tristeza e preocupação a cada momento. O cotidiano nitidamente mudou nessas pessoas e agora é o jeito se acostumar.  Desde o sábado (21), o Estado decretou que os supermercados deverão afixar cartazes de controle de acesso com recomendações de acesso de 01 pessoa por família, de preferência fora do grupo de risco, e limitar o número de clientes a 01 pessoa por vez, por cada 5m² da loja.

O Gabriel selecionou nove fotografias para serem exibidas no Brechando e o resultado dessas fotografias no supermercado de Natal pode ser visto a seguir:

Como prevenir do Coronavírus

Como falado anteriormente, mais de 1000 casos foram confirmados, sendo que sua maioria estão no estado de São Paulo. O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.

  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).