Por incrível que pareça, esse lugar é de Natal

Aperte nestes botões para aumentar a fonte:

(Diminuir/Resetar/Aumentar)


A foto acima do título mostra uma Natal mais rural e hoje essa área verde não existe mais, tudo foi trocado por asfalto e um viaduto. Esta região fica no bairro de Cidade Alta, próximo na avenida Deodoro da Fonseca, conhecida como a região do Baldo. O fundo dá para ver a Santa Cruz da Bica, uma vez que por muito tempo era a marcação para o fim da cidade e começava a área urbana, com fazenda e sítios.

A fotografia foi de Manoel Dantas, o registro é do século XX.

A foto atual do espaço pode ser vista a seguir:

Existe uma grande diferença, não é mesmo?

Um pouco sobre a Santa Cruz da Bica

A  Santa Cruz da Bica era lá que marcava o fim do território de Natal. Primeiramente, Natal, para a Coroa Portuguesa, tinha o objetivo de ser povoada como forma de marcar o domínio português.

Os logradouros da cidade se constituíram ao estilo vigente, onde as ruas estreitas e desalinhadas eram apinhadas de casinhas de taipa. Era um período em que ainda não havia a separação das esferas pública e privada, por conseguinte. No tempo em que as missas aos domingos, as procissões e os eventos religiosos encontravam-se na égide dos acontecimentos políticos, sociais e econômicos como uma argamassa unificadora da sociedade colonial.

Evidenciando o bairro da Ribeira no contexto histórico e urbanístico da capital potiguar, seu surgimento e suas caracterizações como forma de elucidar a continuidade histórica no processo de formação e transformação do espaço citadino. A Ribeira geograficamente localiza-se, todavia, ao norte do núcleo urbano inicial, era uma área alagada.

A escolha da Cruz

De acordo com Câmara Cascudo, a demarcação inicial sumária seria a chantação de duas cruzes, marcando o sítio da futura cidade. As cruzes instalaram nos aclives da colina. A cruz do norte ficou na Praça Pedro Velho (alguns apontam a Praça das Mães, perto da Ordem dos Advogados do Brasil), e a rua que levava a Ribeira, a ladeira teve o nome de rua da cruz, até março de 1888 quando lhe crismaram de rua Conselheiro João Alfredo. Em março de 1896 passou a ser o que está sendo, Rua Junqueira Aires, que hoje se chama Avenida Câmara Cascudo.

O nome da cruz se chama Santa Cruz da Bica, porque ela ficava nas margens do Baldo, cujo nome antigamente era Rio das Bicas.

Para saber mais sobre o assunto, portanto, clique nesta postagem do Brechando.

Fote da foto acima do título: Fatos e fotos de Natal Antiga.