Essa é a Avenida Prudente de Morais em obra

Aperte nestes botões para aumentar a fonte:

(Diminuir/Resetar/Aumentar)


A avenida Prudente de Morais é uma das vias principais da cidade. Ao longo do tempo passou por algumas estruturações. A via surgiu juntamente com a criação dos bairros de Tirol e Petrópolis, zona Leste de Natal, quando as pessoas migraram da Cidade Alta e Ribeira para as novas casas, eram sinal de novidade. A foto acima, postada pelo jornalista Adriano Medeiros no grupo Fatos e fotos de Natal Antiga.

As primeiras menções na avenida foi na década de 30, quando os jornais anunciavam a venda de casas na região. Portanto, uma área totalmente residencial. O nome primeiramente é uma homenagem ao presidente da República, uma vez que representava a ascensão da oligarquia cafeicultora e dos políticos civis ao poder nacional. Prudente ficou entre 1894 e 1898 e foi sucedido por Campos Sales. Na década de 50, o fim da Prudente de Morais era a altura da Cidade da Criança, onde hoje é o Senai.

O Senai era considerado o fim da Prudente de Morais

Na década de 30, o local era cheio de estrada de terra e com calçadas irregulares, uma vez que o local estava começando a urbanizar aos poucos. A primeira grande obra aconteceu na década de 50, quando o prefeito Claudionor de Andrade realizou um grande serviço de saneamento básico, no qual construiu enormes galerias para levar o esgoto dos moradores e o saneamento foi até a Lagoa Manoel Felipe. O assunto esteve nos jornais da capital potiguar.

 

A obra de saneamento só começou no ano de 1951. Após o saneamento básico, a Prudente de Morais se despediu das estradas de terra e a Prefeitura começou a ser pavimentada não só a avenida, mas também as ruas laterais.

Avenida Avenida começou a ficar enorme a partir da década de 70

Por causa disso, a avenida começou a crescer, principalmente com a criação de Lagoa Seca. Uma outra estruturação da Prudente de Morais aconteceu na década de 70, quando houve o primeiro prolongamento. Saindo da altura da Cidade da Criança até o Estádio Machadão, cuja obra aconteceu nos anos 70.  Posteriormente, a avenida foi estendida até Candelária, na época que o conjunto habitacional foi construído. Assim, surgiu a foto acima do título. Para saber mais sobre esta época, veja os trechos de jornais, portanto, a seguir:

Jornal comenta as dificuldade de criar uma via para entrada de Candelária
A pavimentação da Prudente de Morais só aconteceu completamente na década de 70
Nota do Diário de Natal em 1971 sobre a Prudente de Morais
Obra da urbanização custou 100 mil cruzeiros