Carlos Alexandre a Diniz K9: música da Cidade da Esperança

Aperte nestes botões para aumentar a fonte:

(Diminuir/Resetar/Aumentar)


A Cidade da Esperança é conhecida pelos mais diversos pioneirismos. O bairro surgiu a partir de um conjunto habitacional de mesmo nome. Para ser mais exata, o primeiro conjunto de um programa de habitação que povoou boa parte dos natalenses. Para enfatizar, o primeiro da América Latina. Além disso, eles foram pioneiros na música.

Um dos grandes frutos do bairro é o Pedro Soares Bezerra, conhecido nacionalmente como Carlos Alexandre, um dos cantores mais populares da década de 70 e 80. Mesmo nascido em Nova Cruz, ele considerava realmente o seu lar o bairro de Cidade da Esperança.

Vamos falar da evolução da música no bairro nesta postagem.

Carlos Alexandre

Seu nome de batismo é Pedro Soares Bezerra. Filho de Gennaro Bezerra Martins e Antonieta Feconstinny Bezerra, Carlos Alexandre nasceu em Nova Cruz, e viveu toda a sua vida no bairro Cidade da Esperança, na Zona Oeste de Natal. A carreira de Carlos Alexandre começou em 1975 quando, ainda utilizando o nome artístico de “Pedrinho”.

Mas, após ter sido chamado pelo radialista Carlos Alberto, que iria ajudar na sua carreira, ele começou a se chamar Carlos Alexandre. O cantor juntamente com Gilliard, o mesmo participou da campanha do radialista para vereador de Natal.

Em janeiro de 1978 Carlos Alexandre viajou à São Paulo, para gravar seus discos pela RGE. Carlos Alexandre gravou um compacto que vendeu 100 mil cópias. Depois, gravou o seu primeiro LP “Feiticeira”, ainda em 1978, que o consagrou vendendo 250 mil cópias.

Dentre os hits mais famosos estão “Arma da Vingança”, “Feiticeira”, “Ciganinha” e dentre outros. Apesar de fazer bastante sucesso no Brasil, ele nunca quis se mudar para o Sudeste e sempre enfatizava o bairro de Cidade da Esperança.

O cantor morreu em 30 de janeiro de 1989 em um acidente de carro entre São José de Campestre e Tangará, quando voltava de um show, causando uma grande comoção no estado.

Tiquinha Rodrigues é da Cidade da Esperança

música da Cidade da Esperança

A banda Rosa de Pedra atua na cena independente desde 2002, sua música autoral: “fusion, pop, regional com uma pitada de rock cangaço”, se funde com ritmos diversos da cultura popular (coco, ciranda, etc. …) e da música universal (rock, drumn’bass, etc). Uma das bandas mais queridas pelos potiguares.

Quando falamos na banda Rosa de Pedra, lembramos dos cabelos avermelhados e cacheados de Tiquinha Rodrigues com o seu violino, além de tocar na Orquestra Sinfônica do RN.

Em seu repertório, Tiquinha reúne músicas autorais, populares, manifestações dos mestres brincantes, das tradições e crendices do terreiro, além de tradições africanas e europeias. Mas vocês sabiam que ela é cria da Cidade da Esperança? Como ela disse em entrevista ao Brasil de Fato:

Eu e minha família morávamos no bairro da Cidade da Esperança. Éramos quatro irmãos. Em janeiro, lá pelos anos 1980, era férias e minha mãe disse que não queria ninguém em casa, que a gente arranjasse o que fazer. Aí tinha o Centro Social Urbano da Cidade da Esperança que oferecia cursos de férias, entre eles o de música. Então fomos todos nos matricular. Eu podia ter feito curso de costura, virado costureira, artesã, mas me matriculei no de música. Então no início a música veio como algo só para me ocupar, apesar da minha família ser muito musical, de meu pai sempre ter nos oferecido boa música. Mas como eu cheguei na música foi assim, dessa forma.

O novo som do bairro com Diniz K9

Não se engane que a música de Cidade da Esperança parou, ainda tem rap no bairro. Tudo isso graças ao Diniz K9, também conhecido como Lucas Diniz, que aos poucos está se mostrando no mercado da música potiguar.

Começou a carreira musical há dois anos em um estilo totalmente diferente e somente depois adentrou ao rap.

Recentemente, ele lançou o primeiro disco, intitulado de “Camisa 9 do Bairro”, que também é nome de uma música,e contou com a produção de DK Beats, além do próprio rapper.

Confira o clipe a seguir:

Escute o primeiro álbum a seguir: