Lajes e Lajes Pintadas são a mesma cidade?

Aperte nestes botões para aumentar a fonte:

(Diminuir/Resetar/Aumentar)


Após o sucesso da postagem mostrando a diferença de Serrinha e Serrinha dos Pintos, agora vou mostrar a diferença entre duas cidades do Rio Grande do Norte que quase tem o mesmo nome. Afinal, Lajes e Lajes Pintadas são a mesma coisa? Além de ser dois municípios, elas ficam muito longe uma da outra.

Lajes Pintadas é feita a partir de um sítio arqueológico

Lajes Pintadas e sua praça principal (Foto: Flickr)

Está a 130 quilômetros de Natal e fica na região do Trairi e recebe esse nome por conta das pedras com pinturas rupestres, feitas por nossos ancestrais há milhares de anos. A cidade foi fundada primeiramente a partir de um vilarejo nas margens do Riacho de Lajes, cujo fazendeiro adorava fazer festas em memória ao São Francisco.

Mesmo após sua morte em 11 de dezembro de 1895, os cultos religiosos tiveram continuidade. Além disso, a primeira missa da localidade foi celebrada pelo Monsenhor Alfredo Pegado, em 1913, no alpendre da Casa Grande. Em 1925, o povoado ganhou a capela de São Francisco de Assis.

A devoção era tanta que o Padre Benjamim Sampaio, vigário de Santa Cruz, agraciasse a comunidade com uma imagem do santo no Rio de Janeiro.

É uma cidade pequena e tem em torno 5 mil habitantes, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Como o vilarejo virou município? Através da Lei no 2.332, no dia 31 de dezembro de 1958, que Lajes Pintadas foi desmembrada de Santa Cruz.

Cidade de Lajes é conhecida como Lajes do Cabugi

Lajes e Lajes Pintadas A praça principal de Lajes

Entre Mossoró e Assú, existe uma cidade chamada Lajes, que foi fundada em 1926 e é conhecido por ter a primeira mulher prefeita do Brasil, a Alzira Soriano, que contamos a história nesta postagem aqui.

Surgiu inicialmente como povoado, quando uma fazenda foi instalada e as pessoas começaram a construir em volta. Em 1895, Lajes tornou-se distrito de Jardim de Angicos. Depois, a segunda cidade citada virou distrito de Lajes. Ou seja, elas trocaram de função.

O desenvolvimento do povoado se acentuou em 1914, com a chegada da estrada de ferro Sampaio Correia. Lajes virou município apenas em 3 de dezembro de 1923.

Em 30 de dezembro de 1943,  o nome do município passou a ser Itaretama, voltando à sua denominação original em 1953.

A cidade já teve seis distritos que hoje são seis municípios, que são: Caiçara do Rio do Vento, Jardim de Angicos, Jandaíra e Pedra Preta. Na década de 1960, a lei estadual 2 971, de 29 de outubro de 1963, criou o distrito de Firmamento, o único não emancipado, que faz parte do município até os dias atuais.

Ela também é conhecida como Lajes do Cabugi por ser o local onde fica o Pico do Cabugi, um antigo vulcão e hoje é um dos pontos turísticos mais importantes da região.

Agora, portanto, sabe a diferença das duas cidades.