Auta de Souza, de Macaíba para literatura

Aperte nestes botões para aumentar a fonte:

(Diminuir/Resetar/Aumentar)


A Auta de Souza começou a escrever primeiramente aos 16 anos, apesar da tuberculose, que matou diversos escritores de sua geração. Frequentava o Club do Biscoito. Uma associação de amigos que promovia reuniões dançantes, onde os convidados recitavam poemas de vários autores, como Casimiro de Abreu, Gonçalves Dias, Castro Alves, Junqueira Freire e os potiguares Lourival Açucena, Areias Bajão e Segundo Wanderley.

Nasceu em Macaíba, região da Grande Natal, no dia 12 de setembro de 1876, na cidade de Macaíba. Seu nome está estampado em escolas, turmas e inspiração para muitas escritoras.

Aos 18 anos trabalhou na revista Oásis, e em seguida escreveu para jornais de grande circulação do Nordeste. Entre 1899 e 1900, assinou seus poemas com os pseudônimos de Ida Salúcio e Hilário das Neves, já que mulher escrevendo era ainda considerado um tabu.

O Brechando vai falar em vídeo um pouco sobre a vida de Auta de Souza, importante escritora potiguar do século 20, no qual teve uma vida curta, porém bastante intensa.

Para conferir o vídeo na íntegra é só apertar o play a seguir:

Já conhecia a história de Auta de Souza? O Brechando tem várias histórias sobre a autora, veja nas páginas relacionadas.