Melro, um potiguar radicado no Rio de Janeiro

Aperte nestes botões para aumentar a fonte:

(Diminuir/Resetar/Aumentar)


Do Rio de Janeiro para o mundo ou seria do Rio Grande do Norte para o mundo? Não importa, Melro é de todos os lugares, principalmente se for perto do mar, visto que ele convive nesse ambiente e isso foi sua inspiração para o primeiro single, “Conversa de Pescador”, que fala de um homem que vaga pela noite com sua jangada no mar para garantir seu pescado numa cidade cercada de prédios.

“As paisagens litorâneas estão presentes na estética que me atravessa. Embora não seja uma pessoa solar, gosto de saber que a praia vai estar bem ali pertinho. Essa praia que me habita traz suavidade, calma e uma agradável neblina. O vento bate frio no rosto enquanto o sol do fim da tarde aquece com todo o equilíbrio e calma da mudança de seu turno com a lua. Essa é a paisagem que me atravessa e as cores com as quais eu tento pintar minhas canções”, completa o artista, que compôs a letra. Já a sonoridade de “Conversa de Pescador” foi construída ao lado de Renato Amu, responsável pela produção e execução de todos os instrumentos (violão, guitarra, baixo e sequencers).

Mesmo querendo mostrar seu lado litorâneo, ele bebeu como fonte o britshpop. Escute a seguir:

Melro é o alter-ego do cantor e compositor Márcio de Andrade, que estava há algum tempo guardado e só agora tomou viva.

Origem do Melro

Vocalista com experiência em bandas potiguares como Ledgers e Astúria e a carioca Inventário, Marcio mostrou sua versatilidade ao integrar coros-cênicos, sendo solista do Coletivo Embando e do grupo vocal Dá No Coro. Além disso, formou-se ator na centenária Escola Estadual de Teatro Martins Penna.

A ideia do Melro surgiu quando Andrade conheceu o produtor carioca Renato Amu. Ele o convidou a gravar a voz em uma canção sua, “Convidada Indesejada”. Logo notaram o diálogo e afinidades estéticas entre suas ideias. Durante uma pausa na gravação, Marcio tocou uma canção de sua autoria: “Conversa de Pescador”. Amu então sugeriu que a gravassem também, registrando assim as duas primeiras faixas do projeto solo Melro.

O nome veio de inspiração de uma antiga conta do cantor no Tumblr para postar poemas.

Além de Conversa de Pescador, ele tem um clipe chamado “Convidada Indesejada”, cujo vídeo foi gravado no litoral do Recife com direção de Sylara Silvério e roteiro de Carlos Augusto Domingos, que também são potiguares.

Confira o clipe a seguir: