Ao invés de furar quarentena, doe sangue

Aperte nestes botões para aumentar a fonte:

(Diminuir/Resetar/Aumentar)


Está saindo de casa, deixando as pessoas mais vulneráveis ao Covid-19. Só saia de casa quando realmente for necessário e não invente de fazer besteira em Ponta Negra, como muitos abençoados neste domingo (12). Que tal fazer uma ação de caridade? Doe sangue nesta quarentena!

Estamos há 120 dias neste perrengue e ao invés de deixar as outras pessoas em perigo, salve vidas!

Recentemente doei sangue e a estocagem do Hemonorte, órgão responsável pela doação de sangue em todo o Rio Grande do Norte, está baixo. Por isso, o Brechando resolveu montar um esquema de como funciona o dia de doação de sangue.

Fique tranquilo, o banco de sangue do estado está todo estruturado com as normas da Organização Mundial de Saúde (OMS) para que você não pegue o Coronavírus.

Confira o passo a passo a seguir:

1) Você vai ter uma entrevista com a assistente social

Se você está doando pela primeira vez, recebe este adesivo

Com a assistente social do Hemonorte, ela vai dar uma rápida orientação primeiramente de como funcionará o processo de doação de sangue, além de perguntar como estava a saúde e se estava cuidando contra o Coronavírus.

2) Após a assistência social, hora da pré-triagem

Sala da pré-triagem e da assistência social

A pré-triagem é um exame rápido de check-up, onde verificam se você está com peso ideal para doação, taxa de glicose, teste de exame de DST/HIV e pressão arterial. Rapidamente, eles te encaminham para uma outra sala, que será uma entrevista.

3) A entrevista, também conhecida como a triagem

Enquanto eu esperava

A entrevista é o motivo para que muitos doadores sejam barrados por apresentar algum problema que não seja bom para quem for receber o sangue futuramente. Eles vão perguntar se almoçou direitinho (ao contrário do exame de sangue, você deve comer antes de fazer), você tem piercing, tatuagem, se você tem parceiro fixo, se transou sem preservativo nos últimos seis meses e dentre outras coisas.

Se passar no teste, será entregue uma ficha para você lanchar.

4) Hora do lanche

Meu lanchinho, meu lanchinho…

Vai para a lanchonete do Hemonorte e entregue a ficha. O lanchinho é um biscoito e um suco de caixinha, cujo objetivo é não desmaiar no meio da coletagem do seu sangue. Só comer e esperar a sua vez.

5) Hora da coleta de sangue

Antes de ser furada

Numa sala com outras pessoas, você fica em uma cama e o enfermeiro prepara a bolsa que coletará quase meio litro de sangue. Confesso que fiquei um pouco de medo quando vi que a agulha intravenosa era bem grossa, mas estava com coragem.

Você deita na caminha bem alta para uma pessoa de 1,60m. Depois coloca o braço para fora e com um garrote bem apertado, segundo o enfermeiro “quanto mais apertado, menos dor”, você será furado. Então, você precisa abrir e fechar a mão bem rapidinho para que o sangue seja bombeado mais rápido.

Enquanto isso você fica de boas assistindo televisão.

A coleta de sangue, diferente do que aparenta na televisão, ela é super rápida e dura em torno de 10 minutos.

6) Lanchinho final

Após a coleta de sangue, você recebe um papel para afirmar se suas respostas foram verdadeiras ou não e, por fim, colocar na urna. Depois, o segundo lanchinho com a finalidade de não desmaiar no meio da rua, desta vez é um chocolate com o suco de caixinha.

Terminou o lanchinho? Hora de ir para casa e lembre-se portanto de descansar, beber bastante líquido e evitar de fazer traquinagem.

E, agora? Doe sangue na quarentena! Compartilhe este post para o máximo de pessoas possíveis!

Hemonorte funciona de segunda sábado, das 7 às 18h