Disponibilizada a revista do “Brechando” nesta quarentena

Aperte nestes botões para aumentar a fonte:

(Diminuir/Resetar/Aumentar)


Quando elaborei a revista do Brechando em 2018, eu fiz uma campanha para o Catarse com o objetivo de conseguir elaborar e pagar os colaboradores que iriam participar dessa loucura de fazer uma revista em formato de fanzine e que tivesse aquele jornalismo informal no qual o site ficou conhecido. Tivemos em torno de três meses para que o trabalho ficasse pronto, foram trocas de palavras nas redes sociais e troca-troca de links nos arquivos de nuvem, porque todos tinham seus respectivos trabalhos. Mas, no final deu certo. O lançamento ocorreu em um período bem tempestuoso e, mesmo assim, as pessoas se interessaram na ideia. Isso me deu um gás para continuar o ano de 2019 de cabeça erguida, sem surtar ou manter a minha mente positiva, mesmo sabendo que iríamos enfrentar tempos complicados.

Estamos em um período de quarentena, voluntária, mas necessária para que novas pessoas sejam contaminadas pelo Coronavírus, no qual o números de infectados está crescendo de forma exponencial e tem gente que ainda acredita na ladainha da “gripezinha”.  Para aqueles que querem lutar contra o vírus e ter pessoas mais saudáveis para mudar o mundo, o Brechando resolveu publicar gratuitamente a revista que foi produzida há quase dois anos.

A intenção é ajudar a melhorar a saúde mental dos natalenses com conteúdos interessantes e curiosos, além de fornecer uma forma de entretenimento e cultura, além de conhecer o lado desconhecido de Natal,  neste período que estamos isolados.  A revista contou com a colaboração de Ayrton Alves, Victor H Azevedo e Maluz Maheros, uma equipe composta por artistas completos, que sabem bastante sobre a cidade e assim como eu são exímios caçadores de curiosidades.

Você pode ler a revista completa no final desta postagem e se divertir com o conteúdo exclusivo. Mas, se você quiser baixar a revista, você pode clicar neste link.

E, o mais importante, fique em casa!