Quem foi o compositor de Lapada na rachada?

Compartilhe:

Toma gostosa, lapada na rachada
Você pede e eu te dou, lapada na rachada
E aí, tá gostoso? Lapada na rachada
Toma toma toma

Pense numa mina linda, a danada enlouqueceu
A macharada ficou louca quando ela apareceu
Um sorriso envolvente um jeitinho sensual
Pra acabar de completar deu mole no final
Juro não acreditava no q estava acontecendo
Sorria e me olhava e o clima foi crescendo
Fui direto ao assunto e não pude acreditar
Chegou no meu ouvido e começou a falar

Vai, dá tapinha na bundinha, vai
Que eu sou sua cachorrinha, vai
Fico muito assanhada, seu eu pedir você me dá
Lapada na rachada

Vai, dá tapinha na bundinha, vai
Que eu sou sua cachorrinha, vai
Fico muito assanhada
Vamos dar uma lapadinha?
Só se for na rachadinha

Toma gostosa, lapada na rachada
Você pede e eu te dou, lapada na rachada
E aí, tá gostoso? Lapada na rachada

Toma gostosa, lapada na rachada
Você pede e eu te dou, forró saia rodada
E aí, tá gostoso? Lapada na rachada

Toma toma, há vai!

Essa música bem estranha foi bastante sucesso nos anos 2000, principalmente nas vaquejadas do interior do Nordeste. Sim, ela fala de sexo.

A “Lapada Na Rachada” fez bastante sucesso principalmente no estado do Rio Grande do Norte, onde foi interpretada por Saia Rodada, natural de Caraúbas. Ela surgiu sob o nome de Roda de Som Brasil, formada por amigos e familiares, depois a banda mudou de nome mais duas vezes, até dois irmãos compraram o grupo e colocou o nome que hoje é conhecido. O primeiro CD foi gravado em 2001 contando com três cantores Raí, Poliana e Luiz tendo sucessos “Problema Meu” e “Cara a Cara”. Em 2002, a banda lança segundo CD e tinha as vozes de Raí, Poliana e Alessandro contando com os sucessos “Ana Maria” e “Flor do Avelã”.

Em 2003, a banda lança seu terceiro CD que os principais sucessos são “Melô da Corrinha” (Aquela que tem o refrão: “Eu boto ou não boto?”), “Libera o Toim” e “Não Foge da Raia”, e depois em 2004 a banda lança seu quarto CD tendo em destaque “Bichinha Cheia de Besteira” nesse meio tempo a formação de vocalistas, onde aparece a cantora Nathalia Calassans. Foi com essa dupla que surgiram grandes músicas de duplo sentido, como “Coelhinho” e o famoso “Lapada Na Rachada”, que se tornou um fenômeno de sucesso. Eles foram os primeiros a cantar a canção e depois outras bandas começaram a cantar. Confira a perfomance:

No fim de 2005, a banda fundou o projeto “Saia Elétrica” em que uma banda de forró se apresenta em cima de um trio. E eles continuam em atividade até hoje, principalmente fazendo shows no Rio Grande do Norte. Mas, afinal quem compôs esse grande cancioneiro da música nordestina?

Seu nome é Hugo Santana, natural de Olinda. Começou a carreira como cantor e compositor aos 14 anos de idade, com uma banda de pop/rock em Recife (PE). A partir de 2002, passou a cantar em bandas das regiões norte e nordeste e desenvolveu trabalhos nos estilos Brega, Calypso e Melody. Em 2004, obteve destaque como cantor e compositor da Banda Segmentos da paixão com a música “Toma Pirraia”, que obteve alto índice de execuções em rádios da região. Em seguida, a sua música “Lapada na Rachada” fez sucesso com inúmeras bandas de nordestinas, como Saia Rodada, Solteirões do forró, Banda Balancear, Balança neném, Banda Reprise, Banda Skema, Garotos de Ouro, entre outras. No final dos anos 2000, abandonou a carreira de cantor e passou a dedicar-se apenas à de compositor e produtor. Mas, existe um vídeo dele perfomando

Obteve destaque com composições como “Cano-de-ferro”, “Ra-ta-ta”, “Deixa eu te amar”, “Na hora de amar”, “Dono do seu coração” e “Dei a piriquita”, gravadas por bandas como Grupo Herança, Banda Mercosul, Saia Rodada, Banda reprise, Forró Superid, GDO do Forró, Furacão do Forró, Forró Real e Fruto Proibido.