Por que chama Natal de “Cu do Elefante?”

Compartilhe:

Muita gente diz que o mapa do Rio Grande do Norte parece que tem um formato de elefante. Se olharmos bem a foto, ele realmente parece um elefante, com patas e trombas. Veja a imagem a seguir:

Mapa Político do Rio Grande do Norte

Como vocês devem perceber, o Rio Grande do Norte foi dividido como se fosse um elefante, um grupo de mamíferos proboscídeos elefantídeos, de grande porte, do qual há três espécies no mundo atual, duas africanas e uma asiática. Há ainda os mamutes, hoje extintos. As pessoas, para ajudar a localizar o seu município de origem diz: “Eu moro na cidade de Parelhas, a mesma fica no meio da pata do elefante”.

Sim, a região do Seridó fica na parte da pata. Já a parte Oeste do Estado, como Mossoró, fica com os olhos do animal. A cidade de Venha-Ver, por exemplo, a última cidade do RN, que faz fronteira com Ceará e a Paraíba fica bem na tromba do mamífero. Mas, Natal aonde fica? Veja o mapa a seguir a indicação da capital potiguar:

Sim, a cidade fica na parte de trás do elefante, mais precisamente no rabo, popularmente conhecido como cu de elefante e isso já gerou várias piadas feitas pelos próprios natalenses. Quem propularizou o termo foi o Desciclopédia, página de humor que faz notas irreverantes sobre os locais no estilo Wikipedia. Sobre o assunto, veja um trecho deixado:

Natal, normalmente conhecido como um feriado muito aguardado, é também a maior cidade e capital do Protetorado Comunista Escandinavo do Rio Grande. É mal falada por Mossoró (a Capital do Interior) porque localiza-se exatamente no cu do elefante, mas na verdade Natal é apenas invejada porque está no litoral e consegue atrair gringos de todo o mundo,

A página de humor TV Maresol também já fez piada sobre o assunto. Confira a seguir:

E aí, agora vocês já sabem desse apelido da cidade?