Victor H Azevedo relança seu “Cachorro Morto”

Compartilhe:

Victor H Azevedo é poeta, quadrinista, artista plástico e tradutor. Essas inúmeras facetas poderão ser vistas na próxima quinta-feira (19), às 17 horas, no Seburubu, que fica na avenida Deodoro da Fonseca,  depois do Sindicato dos Bancários. Lá, ele vai relançar “Cachorro Morto”, um livro/plaquete de poemas de Azevedo publicado pela Munganga Edições em 2017, que agora ganha uma segunda edição, com algumas novidades.

Junto ao relançamento irá acontecer a leitura pública de alguns dos poemas do livro, a ideia é de aproximar cada vez mais o público do escritor.

“Cachorro Morto” de Victor H Azevedo em sua segunda edição, traz poemas que elege a morte canina como metáfora possível para, entre outras coisas, a nossa condição de transitórios no amor, este que tem a cor do fogo quando ainda é criança.

Ele junto com o poeta Ayrton Alves tem a Munganga Edições, uma minieditora independente e artesanal de Natal, que em dois anos já realizou mais de 20 publicações. Sua linha editorial, com foco em poesia, consiste no resgate de obras de fôlego que ficaram à margem da historiografia literária, além  de publicações da poesia contemporânea. Além disso, eles foram os parceiros para a elaboração da revista do Brechando.

Ainda os meninos da Munganga serão rostos de um documentário que será lançado no ano que vem e faz parte das atividadades do curso de especialização de documentários da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

A foto acima do título é da fotógrafa, desenhista, artesã e tatuadora Cecília Pacheco.