Fátima Mello precisa ser tombada pelo RN

Compartilhe:

Com certeza você acordou no domingo de manhã e viu uma mulher loiríssima esparafatosa apresentando todo tipo de artista possível no Rio Grande do Norte, além de um cenário escandaloso e muitas vezes feitos de uma qualidade que não é padrão Rede Globo de qualidade. Você pode achar ruim ou não, mas uma coisa você vai concordar comigo: ela faz parte da televisão potiguar. Ela foi uma das pioneiras destes programas popularescos que hoje são comuns na TV Diário de Fortaleza. O vídeo acima é um trecho do programa dela. Confira:

E vocês sabiam que ela começou como cantora?

Mello é o nome de Maria de Fátima Melo do Nascimento, nascida na cidade de Currais Novos em 08 de dezembro de 1954. Começou a sua carreira cantando forró.

Tudo começou nos anos 1970, ao participar do concurso “A mais bela voz”, concurso idealizado pelo radialista Carlos Alberto. Seus primeiros LPs foram “Severgonheira” e “Cheiro no cangote”, gravados pela Unacam, com músicas titulo de sua autoria. Em 1989, lançou o LP Gostoso cafuné”, pela Ponta Negra Records. Aqui vai um vídeo dela antes do loiro platinado perfomando na TV Ponta Negra:

Em 1991, lançou o LP “Pra gente vadiar”, pela Somarj. No ano seguinte lançou um outro disco hamado “Safadeza”. Já no ano de 1993, em parceria com Almir Padilha, lançou o “Forró Folia” e ainda a música “No Xamegão”, feita em parceria com o marido Maciel Gonzaga. O penúltimo disco “100% Forró”, gravado em 1997,  está todo disponível no You Tube. Confira:

Desde a década de 90, ela apresenta programas de televisão. Inicialmente foi o programa “Domingo musical”, especializado na apresentação de músicos do Rio Grande do Norte e dos estados vizinhos. Depois, se transformou em “Programa Fátima Mello”. Enquanto alguns diziam que Carlos Alberto era o Silvio Santos potiguar, a Fátima Melo poderia ser a nossa Hebe Camargo. O programa dela tem de tudo, desde as atrações musicais até os mais variados concursos, como drag queen, calouros, dança e dentre outras atividades.

Veja essa apresentação de dança:

Tem concurso de talentos:

Confira a perfomance da Drag Queen

Ou seja, tem de tudo.

Em abril, a apresentadora e cantora recebeu o título de cidadão natalense na Câmara dos Deputados.

Essa é a história da televisão potiguar.