Você tem até quarta para ser voluntário para limpeza de óleo da praia

Aperte nestes botões para aumentar a fonte:

(Diminuir/Resetar/Aumentar)


O Governo do Estado recebe até a próxima quarta-feira (23) o cadastro de voluntários que desejem atuar na operação “Se Chegar a Gente Limpa”, que tem como objetivo montar mutirões para atuação na limpeza das praias potiguares atingidas por manchas de óleo. O cadastro pode ser feito clicando neste link. A ação faz parte do Plano de Resposta e Mitigação de Desastre que começou a ser traçado após a instalação do Gabinete de Gestão Integrada (GGI) no sábado (19), sob a coordenação da Defesa Civil Estadual, para tratar das manchas de óleo encontradas no litoral do Rio Grande do Norte.

Leia Também:

Vazamento de óleo atinge os parrachos de Pirangi

Os cadastrados passarão por uma triagem que será feita pelas coordenadorias de Defesa Civil de cada município. Os voluntários selecionados passarão por uma capacitação entre os dias 24 e 25, quando receberão orientações para atuar nos mutirões coordenados pelo Gabinete Civil, por meio da Defesa Civil Estadual, e pelo Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema). Quando acionados os voluntários também receberão equipamentos de proteção individual.

O cadastro, por orientação da Secretaria da Estado da Saúde Pública (Sesap), só pode ser feito por quem tem mais de 16 anos. Gestantes também estão impedidas.

Paralelo ao cadastro de voluntariado, o Idema ainda está conduzindo até a próxima quarta-feira uma nova etapa da operação Mancha Negra para averiguar a situação nas praias e estuários, além de uma nova rodada de orientação aos municípios sobre a coleta e armazenamento do óleo.

O Governo orienta ainda que a coleta de resíduos deve ser feita apenas sob orientação técnica dos órgãos ambientais e da Defesa Civil, pois há risco de contaminação. Até 12 de outubro, a contaminação havia atingido mais de 130 localidades da Região Nordeste do Brasil, totalizando sessenta e três municípios de nove estados.

A Marinha do Brasil informou neste domingo (20) que já foram retirados do litoral brasileiro cerca de 525 toneladas de resíduos desde o dia 2 de setembro, data em que começou o vazamento de óleo no litoral do Nordeste. Elas já foram encontradas desde a Reserva Extrativista (Resex) Cururupu, no Maranhão, a 157 km de São Luís, até a Baia de Todos os Santos, em Salvador, lugar mais ao sul do Nordeste.