Virei o que mais temia: jornalista concurseira

Compartilhe:

Quando as pessoas falavam comigo que tinha que fazer um concurso público, eu virava a cara e dizia “Deus Me Livre” ou entronchava a cara mesmo. Sempre fiz provas para o processo seletivo de jornalista, mas nada de levar a sério, pois achava que a experiência ajudava bastante. Falta de humildade mesmo, me arrependo. Após sete anos brincando de vivo e morto nos meus trabalhos com jornalista, eu resolvi virar jornalista concurseira.

Isso não quer dizer que não estou enviando meu currículo adoidado para as agências de publicidade para trabalhar como social media ou ser redatora. Ou ainda trabalhar na assessoria de imprensa com alguém, mas estou focando em concursos por conta da estabilidade.

Por sinal, galera, pode mandar jobs, que estou aceitando. Principalmente agora que o final do ano está batendo na porta.

Após quase dois meses de sumiço nos vídeos, o Brechando Vlog chega em sua vigésima quarta edição para falar sobre concurso público. Embora, o Governo Federal falar que não mais vai fazer no ano que vem processo seletivo para contratar pessoas na sua administração direta e indireta, os estados e municípios vão continuar chamando pessoas.

Após ficar desempregada em novembro do ano passado, eu resolvi adentrar neste universo, principalmente na parte onde tem concursos para jornalistas. Está sendo uma aventura muito louca, porque concurso público também está atrelado a provas de mestrado e reingresso a universidade (quase voltei para UFRN neste semestre para fazer publicidade).

Ainda estudei para três concursos para trabalhar como funcionária mesmo. Esse ano realmente estou fazendo algo diferente.

O que fazer para estudar para concurso? Como faz? Quais são suas expectativas? É difícil fazer um processo seletivo. Essa e outras questões você pode assistir o vídeo.

Confira o vídeo completo a seguir e para comemorar um pouco a minha volta, além do meu lado jornalista concurseira: