Cinco coisas de nerdice que acontecem na Campus Party

Compartilhe:

A segunda edição natalense da Campus Party se encerra neste domingo (18) com as mais diferentes palestras voltdas para área de inovação, ciência e tecnologia. Porém, vamos falar de um assunto nada a ver sobre isso, falar de nerdice, termo para referenciar aquela atitude que só um nerd típico faz.  Sempre tem uma curiosidade sobre o evento, mesmo quem já participou de outras edições. O Brechando conta algumas curiosidades do evento , que são aquelas atitudes que são bem nerds, mas que são a cara do evento. Confira quais são a seguir:

1) Torre de copos de café e filas enormes para pegar o líquido precioso

Para quem não sabe, lá no evento é distribuído café gratuitamente. Os campuseiros fazem filas e filas para beber aquele café quentinho, que são distribuídos em copinhos. No entanto, ao invés de jogar na lixeira, os frequentadores resolvem montar pilhas com esses copos. Cada mesa tem sua pilha estilizada. Quanto mais diferente, mais chama atenção de quem passa. Uma nerdice bem comum mesmo, visto que a intenção é manter acordado para não perder um minuto sequer de usar a internet mais rápida que o normal.

2) ÔÔÔ

É o grito de guerra do evento. Geralmente, isso é uma forma de manter a galera acordada, principalmente durante a madrugada. Sempre é gritado quando alguém está distraído ou quer chamar alguma atenção. No ano passado contamos a história do ÔÔÔ.

3) Grupos de Whatsapp

Embora a Campus Party seja um evento para se interagir pessoalmente, o evento também se estende até nas redes sociais, como a criação de grupos no Whatsapp e Telegram para combinar de ir nas festas ou fazer uma social dentro do evento mesmo.

4) Aplicativo

A interação na Campus Party não é apenas com o colega de camping, mas também no aplicativo desenvolvido no evento, onde os campuseiros postam informações e tem toda a programação na agenda.

5) Vendas de artigos para nerd e figura da cultura pop

E aí? Vai rolar um botton?

Lá um espaço também para fazer compras, onde as pessoas vendem adesivos, camisetas da cultura pop, bottons e outros acessórios de seus grupos de trabalho, sites que participa ou também do próprio palestrante. O importante é o reconhecimento da marca e também de se identificar com aquele produto nerd.