Como adquirir camiseta “Jogue Uma Garota” da Copa do Mundo feminino

Compartilhe:

A Copa do Mundo de futebol feminino começa nesta sexta-feira (7), mas o Brasil vai jogar apenas no próximo domingo (9). E como incentivar o futebol feminino? Recentemente, a Peita lançou uma camiseta chamada “Jogue Como Uma Garota”, que é uma homenagem ao uniforme do primeiro time de futebol feminino nacional, o Esporte Clube Radar. E em parceria com a plataforma Joga Miga, a marca-protesto promove eventos independentes em 21 cidades, de 13 Estados e o Distrito Federal, em bares geridos por mulheres.

O lucro da Peita será revertido para o financiamento das ações organizadas por mulheres de coletivos ou que se reúnem para jogar bola regularmente e que se tornaram as embaixadoras da marca para essa ação. As embaixadoras selecionadas escolheram um bar da sua cidade como oficial da Copa do Mundo. Foram 21 empreendimentos que abraçaram a ideia de incentivar as jogadoras brasileiras rumo ao primeiro título do Brasil neste mundial. A seleção é Heptacampeã da Copa América, mas ainda não trouxe a taça da Copa do Mundo para casa.

O bar de Natal escolhido foi o La Luna, que fica no bairro de Neópolis, nas margens da BR-101, perto do ponto de ônibus das linhas intermunicipais. Quer a camiseta? O La Luna vai estar disponível com a camiseta e explicaremos a seguir.

A Peita nasceu dia 8 de março de 2017, em forma de camiseta, com a frase “Lute como uma garota” invadindo as ruas de Curitiba nas manifestações do Dia Internacional da Mulher. O intuito da marca-protesto é oferecer ferramentas de enfrentamento para mulheres lutarem contra as opressões diárias. A Peita cumpre com a missão de trazer os dizeres polêmicos do contexto das manifestações para os dias comuns, gerando a discussão do movimento feminista em uma abordagem diferente.

Cada pessoa que veste uma Peita a ressignifica em seu contexto de luta. O layout criado pela designer curitibana Karina Gallon transmite a mensagem de forma simples e direta, usando um produto comum e acessível. Hoje tem 30 dizerem polêmicos, das quais 70% são parcerias com movimentos, instituições e projetos sociais, mulheres que estão na militância e/ou empresas que se comprometem com o combate às opressões. Nestes casos, o lucro ou parte da produção é doada para financiar causas.

Para as embaixadoras de cada cidade, a marca-protesto disponibiliza todo o material gráfico e digital, além do kit copa; pôster da campanha Jogue Como Uma Garota; pôster com a chave/tabela da Copa do Mundo 2019 para ficar exposto no bar oficial; tabelas de bolso dos jogos; bolachas de copo Jogue Como Uma Garota/ Beba Como Uma Garota; adesivos Jogue Como Uma Garota; kit bolão da copa (camiseta + ecobag + mimos, para quem acertar o resultado da final); kit bolão nos jogos do brasil (pôster + adesivo + chaveiro + botton, para quem acertar o placar); 20 lambe-lambes com o endereço do bar oficial e horários dos jogos para intervenção urbana na cidade da embaixadora; receita do drink Marta criada pelo Coletivo Cássia (de Curitiba).

Nessa empreitada com a Peita está o JogaMiga, um projeto sem fins lucrativos, que oferece aulas de futebol e treinos para mulheres que querem começar a jogar ou que já jogam. O valor mensal é o rateio entre aluguel da quadra e aula. A plataforma matém a transparência sempre divulgando as contas no fim de cada mês para as turmas. Não há limite de idade nem exigência de preparo físico. Os treinos são divididos em parte física, técnica e coletivo e cada uma evolui dentro do seu ritmo. O objetivo é iniciar na prática do futebol feminino e desfrutar o que o esporte coletivo tem de melhor: diversão, amizades e a melhora da qualidade de vida.