BaianaSystem confirmada para o Mada 2019

Compartilhe:

A organização do Festival Mada confirmou nesta semana que uma das atrações para o festival em 2019 será novamente o BaianaSystem. Eles vão se apresentar no primeiro dia do festival, marcado para 18 de outubro.  Pela terceira vez consecutiva, o Baiana estará no Mada.


A banda mistura o sound system jamaicano com a guitarra baiana, transacionando basicamente entre os ritmos samba-reggae, ijexá e ska. O grupo também mistura outros gêneros afro-latinos como MPB, frevo, afrobeat, reggae, cumbia e pagode baiano. Por se tratar de um sistema de som, a configuração do grupo pode variar de acordo com a apresentação.

O BaianaSystem conta com a colaboração de diversos músicos, produtores e artistas. Entre os colaboradores mais frequentes que ajudam a formatar a sonoridade, estão os DJs e produtores João Meirelles e Mahal Pitta, e os percussionistas Ícaro Sá e JapaSystem. Filipe Cartaxo é o integrante responsável pela arte gráfica, fotografias e videos.

A comunicação da imagem do BaianaSystem se faz em módulos móveis de grafismos, organizados como uma linguagem de sistemas. A máscara aparece como personificação de um “ser”, um elo com o público, fazendo com que o mesmo vire parte integrante desse “sistema”.

Esta não é a primeira atração confirmada pelo Mada, no dia 18 de março,  a organização confirmou que dentre as primeiras atrações está Baco Exu do Blues e Luedji Luna.  O anúncio foi feito em sua postagem em todas as suas redes sociais.

Baco Exu do Blues é o nome do baiano de Diogo Alvaro Ferreira Moncorvo, que começou a ganhar popularidade após o lançamento da faixa Sulicídio, composta em 2016 com o rapper Diomedes Chinaski, onde ambos fazem críticas aos cenário nacional do rap, concentrado nos estados do Rio de Janeiro e São Paulo, reivindicando mais visibilidade para a produção musical de outros estados brasileiros.

Dentre as principais características de Baco estão suas fortes metáforas com letras cruas e poéticas, que falam sobre amor, sexo, poder, religião e sociedade. Em 2018, Baco Exu do Blues foi laureado como Artista Revelação pelo Prêmio Multishow de Música Brasileira. Na ocasião, o artista também teve a sua canção “Te Amo Disgraça” eleita a Canção do Ano pelos juris.

No final de 2018, ele lançou o disco chamado Bluesman, bastante elogiado pela mídia especializada.

Já o BaianaSystem é considerado uma das principais revoluções da música independente brasileira, misturando o eletrônico com a música baiana. Foi fundado em 2009 em Salvador e o grupo ganhou visibilidade internacional com a faixa “Playsom”, que faz parte da trilha sonora do jogo “Fifa 2016. Em 2017, eles lançaram o disco “Outras Cidades” e para este ano um novo disco será lançado, intitulado de “O Futuro Não Demora”.