Neurociência do Rio Grande do Norte interiorizando

Compartilhe:

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) está realizando ações para encurtar o conhecimento da neurociências com a comunidade. Nos próximos dias 14 e 15 de março, pesquisadores, professores e técnicos do Instituto do Cerébro (ICe) irão percorrer 245 km para levar conhecimento a toda uma cidade. Por meio de uma parceria com a prefeitura, o município de São José do Seridó receberá a 8ª edição da Semana do Cérebro, iniciativa que acontece em todo o mundo durante os meses de março.

Esta atividade começa em Natal, nos dias 11 e 12, com um ciclo de palestras sobre Ciência, Tecnologia e Informação (CTI) promovido no auditório B205 do Instituto Metrópole Digital (IMD).

Para você ler:

No dia 13, oficinas de neurociências serão levadas ao Memorial da Capoeira, no bairro Cidade Nova. Escolas, grupos assistidos pelo município e sociedade participarão do momento de interação com o conhecimento científico.

A Semana se encerra justamente nos dias 14 e 15 com programação em São José do Seridó. Na noite do primeiro dia, o neurocientista Bryan Souza realiza workshop para os professores do município e interessados em Educação e CTI com o tema Ciência, Política e Educação. A proposta busca demonstrar uma relação destes três temas no cotidiano dos que têm como missão a promoção do conhecimento e a mediação educacional.

No último dia, a Prefeitura vai mobilizar todas as escolas para que alunos e professores tenham acesso nas oficinas de neurociências que serão apresentadas no Ginásio Poliesportivo Pedro Laurentino de Medeiros.

Não é a primeira vez que o projeto percorre pelas cidades do interior do RN.  No primeiro ano a ação chegou ao município de Lagoa de Pedras, a 60 km da capital. No ano passado, a viagem foi para Serra Negra do Norte., onde 800 crianças e professores da rede pública – municipal e estadual – participaram das atividades que duraram um dia inteiro. Foi preciso organizar as oficinas em um ginásio poliesportivo para comportar tanta movimentação.

Durante estas interações, o público tem acesso a oficinas sobre Bioleletrogênese, Neuroanatomia, Memória, Sentidos, Realidade Virtual, Mão Mioelétrica, Drogas, Caixa Ótica, Emotive e Estimulação Elétrica Funcional, que integram parte das pesquisas desenvolvidas no ICe-UFRN.