Brechando uma exposição inédita dos 90 anos do Mickey no Brasil

Compartilhe:

Assim como a Mônica está para Maurício de Sousa, o Mickey Mouse está para o Walt Disney. O personagem foi alicerce para construir o mundo mágido da Disney, no dia 18 de novembro de 1928, porém a sua primeira apresentação foi em um desenho sonoro intitulado “Steamboat Willie”, que foi o primeiro desenho animado sonoro, apresentado no Colony Theatre em Manhattan, Nova Iorque. Sua dublagem a era desempenhada pelo próprio Walt Disney (entre 1928 e 1946). Depois de Walt Disney, foi James G. MacDonald que assumiu a vocalização do Mickey e em 1977, Wayne Allwine, um aprendiz de James G. MacDonald que foi a voz do Mickey até a sua morte em 2009. Atualmente, Mickey é dublado por Bret Iwan.

Inicialmente batizado de Mortimer, o personagem teve seu nome alterado para Mickey Mouse por sugestão de Lillian Bounds, esposa de Disney, que considerava o primeiro nome formal demais para o personagem. Inicialmente, Mickey bebia e fumava, mas a popularidade que ganhou em pouco tempo foi tão grande que Walt Disney resolveu torná-lo politicamente correto já em 1930.

Em janeiro, a cidade de São Paulo recebeu uma exposição para comemorar os 90 anos, no qual vai ficar no Shopping JK Iguatemi até abril deste ano.

Meu amigo ator, e agora Youtuber potiguar, Fred Merlim, mostrou nas suas redes sociais e deixou a gente compartilhar algumas fotos de sua aventura nesta exposição, no qual podia pintar algumas tirinhas que estavam expostas na parede com lápis da Faber-Castell, capas dos almanaques do Mickey que foram um sucesso no Brasil na década de 60 e 70, além de mostrar uma linha do tempo deste idoso ratinho, bastante carismático até hoje para a criançada.

De acordo com Fred, “a exposição é incrível e dificilmente as pessoas vão sair tristes. Emociona desde as crianças até os adultos”.   A magia começa em um túnel do tempo com as evoluções do personagem, seguindo para uma réplica dos estúdios de Walt Disney – onde tudo começou – com mesas de luz e flipbooks para o público interagir e entender os princípios da animação. A exposição traz até o barco de Steamboat Willie, com direito ao Mickey em preto e branco igual no curta.

Como não poderia faltar, público vai conferir também A Casa do Mickey Mouse, série de desenho animado do canal Disney Junior, além do cenário do Clube do Mickey – primeira série de televisão da Walt Disney Productions lançada em 1955. É lá no clube que os visitantes poderão deixar uma cartinha de aniversário para o personagem. Claro que o Fred, deixou a sua cartinha desejando aquele efusivo abraço de parabéns (fotos no final do post).

A exposição traz ainda um espaço que destaca a revolução no mundo da animação, graças a Walt Disney, com a Câmera Multiplano (Paralax), que trouxe profundidade aos desenhos animados. Nesse espaço foi criado para ser totalmente para que o público possa entender o funcionamento dessa inovação tecnológica na animação.

Os visitantes terão acesso também a diversos cenários lúdicos e interativos como, uma projeção do show de fogos da Disney, Happily Ever After, e photo opportunity inspirado na Main Street, avenida principal do Magic Kingdom, um dos parques do complexo Walt Disney World Resort, na Flórida.

A exposição é realizada pela ONG Orientavida, que apoia  famílias de baixa renda. No final do trajeto, inclusive, terá uma loja com diversas opções de produtos licenciados, de peças de decoração a vestuário, feitas à mão pelas artesãs da instituição. E quem quiser ainda poderá personalizar pelúcias por lá. Toda a venda dos produtos Orientavida será revertida para a ONG, que tem como missão solucionar a vulnerabilidade de mulheres e famílias de baixa renda por meio de capacitação de mão de obra feminina.

Esta é a primeira vez no Brasil que o personagem mais famoso do mundo terá uma exposição exclusiva em sua homenagem. A “Exposição Mickey 90 anos” é patrocinada pelo Ministério da Cultura e a Bradesco Seguros.

Confira as fotos das brechadas de Fred a seguir: