Qual a cidade mais nova fundada no Rio Grande do Norte ?

Compartilhe:

O estado do Rio Grande do Norte surgiu com a fundação do Forte dos Reis Magos e consequentemente, no ano de 1499, surgiu Natal, que hoje é a capital do estado. Mas, sabia que existe cidade que tem menos de 30 anos de fundação? Dos 163 municípios existentes, uma foi fundada em janeiro de 1997 e estou falando de Jundiá, que fica há 60 quilômetros da capital potiguar e fica próximo de Brejinho e Monte Alegre, que faz parte da então chamada Grande Natal.

Ou seja, a cidade tem 22 anos.

O processo de povoamento do território de Jundiá está diretamente vinculado ao Riacho Jundiá e ao Rio Araraí, com suas águas transformam a área em terras boas para o cultivo de lavouras. A possibilidade de desenvolvimento e de progresso a partir da atividade agrícola. Desde cedo atraiu trabalhadores de outras partes da região, que fixaram moradia na localidade, dando início ao povoamento vinculado ao município de Várzea.

A povoação de Jundiá de Cima surgiu no dia 4 de abril de 1963, já conquistando a categoria de distrito administrativo através da Lei nº 2.874, sancionada pelo então Governador Aluízio Alves, subordinado ao município de Várzea. Sua economia é voltada para o cultivo da terra e atividades de criação. Em Jundiá ocorrem também incidências minerais de Tungstênio. O artesanato apresenta vários trabalhos desenvolvidos a partir da fibra do sisal, como bolsas e chapéus.

Progredindo gradualmente, a localidade começou a despertar para o desejo de emancipação. Em 9 de janeiro de 1997, chegou a autonomia política administrativa, através da Lei nº 6.985, sancionada por Garibaldi Alves Filho, que por sinal era sobrinho de Aluízio.

Na lei determinou que a cidade ficaria na Mesorregião Agreste Potiguar e microrregião do mesmo nome, com uma área territorial de 45,26 quilômetros quadrados, equivalente a 0,09 por centro sobre o território estadual,que foi instalado no dia 1º de janeiro de 2001, com a posse do primeiro prefeito Manuel Luiz do Nascimento, eleito em 1º de outubro de 2000, governando até 1º de janeiro de 2005, quando passou para Tiago Saturnino de Freitas, eleito em 3 de outubro de 2004, derrotando o primeiro administrador que não foi reeleito.

Em 22 anos de fundação, a cidade já conseguiu alguns progressos, como conseguir eleger uma mulher para administrar a cidade. Entre o mandato de 2009 a 2012 o Município foi governado pela primeira mulher, Cenira Maria de Souza.

O primeiro delegado de polícia de Jundiá foi o 3º sargento PM Jair Gomes da Silva que foi nomeado em 15 de abril de 2001. O Decreto Estadual nº 16.548, de 9 de dezembro de 2000 transformou em estabelecimento de ensino médio, a Escola Estadual Vereador Luiz José do Nascimento – Ensino Fundamental.

A Câmara Municipal foi instalada no dia primeiro de janeiro de 2001.

Todo mês de janeiro a cidade comemora a sua festa de emancipação, uma tradição na cidade, tendo missa de Ação de Graça na Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição (padroeira do município), cuja a sua fachada ilustra esta matéria.

Atualmente, a cidade abriga mais de três mil habitantes.