O que essa estrutura de madeira colocada no meio do campus da UFRN?

Compartilhe:

Quem atravessa o campus da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), próximo do prédio do curso de Ciência e Tecnologia (C&T), em Natal, viu uma estrutura de madeira em forma de onda, que parece que foi montado por um conjunto gigante de palitos de fósforos. Mas, a assessoria da instituição de ensino, tirou minha dúvidas, graças aqueles boletins que são mandados vi e-mail. O nome desta estrutura se chama Gridshell Dunas, uma construção desenvolvida no Laboratório de Estudos da Madeira (Labem), que utiliza a madeira pinus e parafusos rosqueados em seu método construtivo. Detalhe, é considerada a primeira iniciativa do modelo para pesquisa no Nordeste.

Desenvolvida no mestrado da estudante Isabela Souza, no Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil com foco em Materiais e Processos Construtivos, o projeto tem orientação da professora Edna Moura Pinto e co-orientação do professor Alfredo Manuel Dias (Universidade de Coimbra/Portugal).

Montada no estacionamento do  Núcleo Tecnológico da UFRN, ao lado do Labem, a Gridshell Dunas segue o modelo de casca reticulada, comumente utilizada na Itália e na Espanha.

Apesar de ser feito de madeira, essas estrutura pode ser montada a partir de diferentes materiais e as principais características do método dizem respeito à ausência de necessidade do uso de pilares intermediários e o baixo consumo de material em relação à superfície de cobertura da estrutura. Por esse motivo, o método se adequa satisfatoriamente à construção de ambientes de convivência, como pavilhões de feiras.

Além disso, contou com apoio de alunos da pós-graduação da Engenharia Civil, graduação em Arquitetura, Centro de Tecnologia, Superintendência de Infraestrutura, Laboratório de Estudos da Madeira/ UFRN, a Escola Agrícola de Jundiaí, bem como o envolvimento da iniciativa privada e do terceiro setor, parceiros como o Estúdio Oito Engenharia e o Instituto de Inovação e Sustentabilidade.

A Gridshell Dunas vem sendo planejada desde 2017. Foram feitas pesquisas, desenvolvimento de estrutura virtual em autocad e maquete até chegar à etapa de construção da grid, que cobre uma área de 20 metros quadrados. Em nova etapa do projeto, a estrutura montada na UFRN receberá uma fundação com eucalipto para ser construída uma área de convivência, que vai contar com jardineiras. Será também uma área de visitação para outras universidades, que tenham interesse em pesquisar o método.