Produtora cultura cria um documentário sobre os 3 anos de clube de samba no Rio Grande do Norte

Compartilhe:

A cantora e produtora cultural Andiara Freitas participa de um documentário conta em um documentário como o disco “Samba da minha terra” influenciou no surgimento do Clube do Samba Potiguar e a importância do projeto para a música autoral do Rio Grande do Norte. O disco é o primeiro trabalho gravado pela cantora potiguar Andiara, que assina direção geral do documentário. “Os depoimentos foram colhidos em minha casa e na Toca Coworking e quase todo o acervo usado no documentário eu já vinha guardando despretensiosamente”, explicou a cantora, cujo lançamento aconteceu há dois meses.

Em agosto houveram várias atividades para comemorar os três anos através do Roda de Samba Autoral e no Workshop sobre “Criação poético-musical”, com Mário Lúcio Cavalcanti.

A filmagem foi feita pela  Doss Produções e as filmagens aconteceram em julho de 2018.

O Clube do Samba Potiguar foi fundado em agosto de 2015 pela cantora Andiara Freitas e desenvolve diversas atividades para dar visibilidade aos artistas locais, como a realização de rodas de samba autoral, publicação e distribuição de cadernos com letras de música, administração e divulgação de plataforma online de música, etc.
O projeto acontece a partir do trabalho voluntário de uma série de profissionais e possui uma base fixa de colaboradores que atualmente é formada por Andiara Freitas (produção geral, voz e assessoria de comunicação), César Henrique (fotografia), Pedro Neto (voz e violão), Raphael Almeida (arranjos e cavaco), Antônio Melé (direção de percussão), Mestre Zorro (voz e percussão), Denise Moreira (voz e violão), Hélio Carioca (voz) e Damiana Chaves (voz).
A rodas de samba do Clube já receberam mais de 100 artistas, entre músicos, compositores e intérpretes, e apresentou cerca de 200 obras autorais, das mais diversificadas nuances do gênero.
Em cada encontro busca-se refletir sobre o espaço dado a identidade musical do Rio Grande do Norte, além de estimular a produção de novas obras. Os resultados conquistados pelo Clube são o aumento na produção de discos de samba e o surgimento de outros projetos ligados ao samba autoral, além dos laços profissionais criados com artistas de outros Estados.

O documentário completo pode ser visto a seguir: