Natal rola uma exposição que mistura samba e graffiti

Aperte nestes botões para aumentar a fonte:

(Diminuir/Resetar/Aumentar)


Não sabe o que fazer para turistar em Natal no ano novo? Desde quinta-feira (27), a sala de exposição da Capitania das Artes recebe a arte dos grafiteiros, no qual participam da sexta edição do Graffiti Expo Natal e retratam o samba, onde as raizes desta música, pelo menos em Natal, estão no bairro das Rocas, zona Leste de Natal. A exposição reúne, entre outros convidados, os artistas Arbus, Gabriel Gago, Lucas MDS, Marcelo Borges e Inaldo Werneck.

A exposição faz parte das atividades do Natal em Natal da Prefeitura e Funcarte.

Demais segmentos das artes visuais tem representatividade com Daniel Torres (desenho pontilhado), Plinio Faro (bonecas), Ayrton Bruno (Estúdio Creaty/designer), Carlos Sérgio Borges (esculturas em madeira), Ricardo Baia (manequins e chapéus estlizados) Antonius Mansus (Delirius Criativus/Fotografias), Gilberto Martiniano (Releitura de Mandala), Thiago Medeiros e Jobel Costa (poesias) as peças da Designer Rafaela Fagundes e as telas de Francisco Eduardo, Rita Machado, Ricardo Rodrigues e colagens, miniquadros e postais ampliam o time em um diálogo de samba, boêmia e arte urbana.

Os artistas Arbus e Rita Machado estão com obras em homenagem ao samba expostas na Fundação Capitania das Artes

A curadoria inseriu na exposição Instalações criadas a partir de acervo pessoal reutilizando imagens de artistas que sinalizam para o tema sugerido.

Compositores e intérpretes que formam a história do samba, e que em algum momento, foram retratados por diferentes artistas brasileiros com técnicas e aplicações diferenciadas, foram escolhidos e estão impressos em lonas foscas para inserção especial coletiva.

‘’São rostos conhecidos na música em imagens que trazem muitos colorido e riqueza de talentos da criação artística em âmbito nacional, importante ter esses recortes distribuídos na galeria, desperta a curiosidade em pesquisar e querer conhecer mais. Recebemos muitos jovens e crianças então é legal ter conteúdo de fácil percepção pra esses jovens visitantes da exposição. E assim também estamos valorizando os personagens do tema homenageado’, disse Marcelo Veni, produtor responsável pela exposição.

A Coletiva 2018 de Arte Urbana e a 6ª Edição do Graffiti Expo Natal ficam abertas para visitação até fevereiro de 2019.