Julinho da Van do Choque de Cultura estará em Natal neste mês

Aperte nestes botões para aumentar a fonte:

(Diminuir/Resetar/Aumentar)


Para quem assiste o Choque de Cultura, o Julinho da Van é conhecido por ser um grande fã de Vin Diesel, ser bom em socos e também pelos bordões:

“Falo com Tranquilidade”

“Usar o Tinder pro contato profissional e o Linkedin para paquerar”

“Cinema é o quê? Explosão, Carro e Mulheril”

“É a mentira que mantém o casal junto”

“Me permite um protesto ?”

“Numa situação profissional em que eu precisava agredir uma idosa e a população no entorno não me dava tranquilidade para eu saber se eu podia dar na cara dela ou não”

As frases parecem absurdas, mas fazem parte de um programa de humor que bomba na internet e fez muito sucesso no carnaval.

Choque de Cultura foi lançado em 2016 com uma parceria da TV Quase com o Omelete, fazendo um sarro sobre os críticos de cinema.

O programa consiste em chamar quatro motoristas de van para falar dos filmes da atualidade.  É apresentado por Rogerinho do Ingá e tem como comentarista Maurílio dos Santos, Julinho da Van e Renan. Ainda tem a Simone, que ajuda os meninos a gravar o programa.

Julinho dirige uma sprinter branca e é amigo de longa data de Rogerinho do Ingá, tem um caso com Amanda, irmã do Maurilio, mas como é amante de carros, explosões e mulherio, seu relacionamento é meio conturbado.

O programa é um sucesso ao brincar com o absurdo no debate sobre cinema na internet e os bordões viraram memes.

Na verdade, o Julinho da Van é interpretado pelo ator e roteirista Leandro Ramos, que vem à Natal para uma atividade do Ação Leitura, que será uma palestra no Bazar Independente, sobre roteiro e audiovisual, marcada para o dia 26 de maio, às 17 horas.

O papo também contará com a participação de Alice Carvalho, atriz de Septo e recentemente lançou um livro.  O evento será no Duas Estúdio, que fica próximo da Praça do Disco Voador, em Ponta Negra.

Leandro Ramos é formado em publicidade pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e trabalhou em várias empresas como redator. Antes do Choque de Cultura, atuou como roteirista do programa Larica Total, do canal Brasil, que também chegou a dirigir junto com Caito Mainier, ator que faz o Rogerinho do Ingá.

Além de roteirista, Leandro também trabalhou como diretor do Katylene TV da MTV Brasil e Matador de Passarinho, programa de entrevista do Rogério Skylab.

Ramos nunca estudou para ser ator e não queria ficar na frente das câmeras de jeito nenhum, mas foi convencido pelos colegas para participar do humorístico Choque de Cultura, sendo um dos personagens mais comentados, inclusive um amigo do Neymar usava a foto do personagem no avatar de CS GO, como foi postado no stories do futebolista.

Márcia Tiburi também estará presente no evento

Pela primeira vez no projeto, a escritora e filósofa Márcia Tiburi estará em Natal no dia 26 de maio, marcado às 18 horas, no qual realizará uma palestra dentro da segunda edição do Bazar Independente.

Tiburi publicou diversos livros que estão entre os mais vendidos no Brasil, entre eles “Como conversar com um facista” e “Feminismo em comum”. A autora é palestrante convidada de inúmeros eventos literários no Brasil e no exterior.

Nascida na cidade gaúcha de Vacaria, Márcia Tiburi é graduada em filosofia, pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1990), e em artes plásticas, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1996); mestre em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1994) e doutora em Filosofia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1999) com ênfase em Filosofia Contemporânea.

Em 2005 publicou Metamorfoses do Conceito e o primeiro romance da série Trilogia Íntima, “Magnólia”, que foi finalista do Prêmio Jabuti, em 2006. No mesmo ano lançou o segundo volume “A Mulher de Costas”. Escreve também para jornais e revistas especializados, assim como para a grande imprensa.

Seu livro Como Conversar com Um Fascista, publicado pela Editora Record, fala sobre temas como genocídio indígena, racismo e classismo, homofobia, feminicídio e manipulação de crianças.

Também se apresentava, semanalmente, no programa de televisão Saia Justa, do canal por assinatura GNT. Uma de suas experiências no programa resultou no livro “Olho de Vidro: A Televisão e o Estado de Exceção da Imagem”, um estudo que faz análise da experiência visual a questões como alienação e hiperexposição na mídia.

Também é professora do Programa de Pós-Graduação em Educação, Arte e História da Cultura da Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Ação Leitura

A Ação Leitura é um projeto da editora Jovens Escribas e está em sua quinta edição, cujo objetivo é estimular a leitura entre os estudantes e jovens adultos no Rio Grande do Norte.  De acordo com a organização, esta será a maior edição do evento, no qual as atividades já começaram desde o dia 3 de maio.

Recentemente, os escritores Carlos Fialho e Alice Carvalho fizeram atividades na cidade de Parnamirim, terceira maior cidade do estado e localizada na Região Metropolitana de Natal.

Haverá conversa com os escritores tanto do selo quanto aqueles de destaque nacional. Já estiveram presente no evento, em edições anteriores, por exemplo, oFabrício Carpinejar e Gregório Duvivier.

O objetivo deste ano é atender a um público de mais de 10 mil pessoas, em sua maioria estudantes das mais variadas escolas. Nesta edição, o evento vai muito além do mês de maio, estendendo-se até o fim de setembro e contemplando várias cidades do RN.