Potiguar cria calendário baseado em figuras feministas do Brasil

Aperte nestes botões para aumentar a fonte:

(Diminuir/Resetar/Aumentar)


A realziadora audiovisual Sylara Silvério é natalense e mora há algum tempo em Recife. A gente já falou dos seus bordados subversivos do Ateliê Cambará. Mas, a cabeça dela não para. Se não é divulgando o feminismo através da arte, é através de seus curtas metragens. Além de ser formada em radialismo, ela tem pós em fotografia e Audiovisual pela Unicap. Com o cinema, tem experiência com direção de fotografia, assistência de câmera e logger. No audiovisual, por sua vez, vão desde criações autorais (documentário e ficção), como também em formatos de WebTV (participando da criação do projeto) e a realização de trabalhos publicitários/campanhas políticas.

Ela também se arrisca nas artes e principalmente quando valoriza o Girl Power!

Recentemente, ela e sua prima tiveram a ideia de criar um calendário com imagens de mulheres da história brasileira que tiveram coragem de enfrentar este universo masculino, dentre elas estão as potiguares Clara Camarão, Alzira Soriano e Nísia Floresta (estampadas nos meses de março, abril e maio, respectivamente), a paulista Pagu, Lia de Itamaracá (cirandeira bastante atuante no estado de Pernambuco) e dentre outras mulheres.

 

Clara Camarão estampada no mês de março

“Eu tive a ideia no final de dezembro. A prima, que é designer, que executou a arte do calendário. Eu estava procurando sobre feministas brasileiras e percebi que seria interessante pegar a história de mulheres nordestinas. aí foi quando comecei a pesquisar sobre esse tema no google e encontrei mulheres incríveis”, comentou a Sylara, que as selecionou pelo período histórico.

Quer saber como adquirir o calendário? Você pode baixar gratuitamente aqui, a parte deste link.