Isaque Galvão denuncia agressão ao filho e marido em show de carnaval em Natal, porém nega homofobia

Compartilhe:

O cantor potiguar Isaque Galvão utilizou nas redes sociais, na quarta-feira de cinzas (14), para denunciar que o marido e o filho foram agredidos pelos seguranças da organização da Prefeitura do Natal. Eles não puderam subir no palco para cantar parabéns no show em homenagem ao seu aniversário que acontecia durante a sua apresentação na terça de carnaval (13), quando abriu para a cantora potiguar Roberta Sá, no largo do Atheneu, no bairro de Petrópolis.

Ele também protestou durante todo o espetáculo. Ao microfone, contou que seu companheiro iria fazer uma homenagem pelo seu aniversário, mas foi detido e espancado pelos seguranças da prefeitura. Ao cantar a última música, Isaque saiu do palco bradando “abaixo a homofobia no Brasil”.

Veja o recado completo a seguir:

Apesar do meu companheiro e meu filho terem sido agredidos pelos seguranças do palco do Atheneu ( por pura falta de informação por parte da produção aos seu seguranças trogloditas) sei que fiz o que nasci pra fazer.. beberam comigo, comeram comigo.. e no final deixaram meus amores ( meu companheiro de 7 anos e meu filho que só queriam cantar parabéns pra mim no palco em pleno aniversário meu) serem humilhados.. reflitam.. tolos hipócritas. machucaram meu coração, mas jamais me deixarão calado. bando de produtor MEDÍOCRE .
Exijo respeito e menos babação pros artistas nacionais e mais atenção a quem vcs pagam pouco e sugam muito ( principalmente se tiver espumante particular). fica na minha cabeça a frase da noite:
“não era pra vcs estarem aqui mais.. o show local já está acabando” o jornalista Rodrigo Loureiro iria subir junto para a homenagem mas se livrou de ser espancado junto por um tris.. ridículos, AINDA vão se arrepender de tanta falsidade.. CANALHAS…

Apesar do meu companheiro e meu filho terem sido agredidos pelos seguranças do palco do Atheneu ( por pura falta de informação por parte da produção aos seu seguranças trogloditas) sei que fiz o que nasci pra fazer.. beberam comigo, comeram comigo.. e no final deixaram meus amores ( meu companheiro de 7 anos e meu filho que só queriam cantar parabéns pra mim no palco em pleno aniversário meu) serem humilhados.. reflitam.. tolos hipócritas. machucaram meu coração, mas jamais me deixarão calado. bando de produtor MEDÍOCRE . Exijo respeito e menos babação pros artistas nacionais e mais atenção a quem vcs pagam pouco e sugam muito ( principalmente se tiver espumante particular). fica na minha cabeça a frase da noite: “não era pra vcs estarem aqui mais.. o show local já está acabando” o jornalista Rodrigo Loureiro iria subir junto para a homenagem mas se livrou de ser espancado junto por um tris.. ridículos, AINDA vão se arrepender de tanta falsidade.. CANALHAS…

A post shared by ISAQUE GALVÃO OFICIAL (@isaquegalvaooficial) on

Após a primeira postagem, ele publicou a mesma foto, sendo que em preto e branco, criticando a produção do evento:

Bando de produtor MEDÍOCRE tem aqui em Natal.. Aprendam a produzir um show como eu aprendi a fazer o show pra vocês ganharem dinheiro. Babões medíocres..

Depois, ele realizou uma terceira postagem fornecendo este recado, dando a entender que conversou com a organização do Carnaval em Natal, negando que houve homofobia:

NÃO SE TRATOU DE HOMOFOBIA E SIM DE EXCESSO DE VIOLÊNCIA GRATUITA POR PARTE DOS SEGURANÇAS E FALTA DE ATENÇÃO DA PRODUÇÃO DO MUITOS CARNAVAIS.
ATÉ O MOMENTO DO OCORRIDO Á PRODUÇÃO DA PREFEITURA TINHA NOS TRATADO DIGNAMENTE. QUANDO A QUERIDA ROBERTA SÁ CHEGOU O TRATAMENTO MUDOU.. PRA PIORAR MANDARAM OS SEGURANÇAS AGRESSORES IREM EMBORA AS PRESSAS.. COVARDES.
OBRIGADO À PREFEITURA PELA LINDA ESTRUTURA DE PALCO E ATENÇÃO. QUE SIRVA PARA QUE OS SEGURANÇAS SEJAM MELHOR TREINADOS.

Comentários no Facebook

Deixe uma resposta