Você já ouviu o projeto Ouen? Nós entrevistamos o idealizador do projeto

Compartilhe:

Os artistas procuram reciclar e procurar novos projetos. Foi assim que surgiu o Ouen (leia-se como Uãn), desenvolvido por Rodrigo Takeya, em 2016, ex-integrante do Planant, que começou fazendo música brincando com sintetizadores com o computador. “Decidi que precisava transformar tudo aquilo num álbum, e dar um pontapé sério nesse novo projeto”, comentou o Rodrigo, em entrevista exclusiva ao Brechando.

O nome da banda é uma homenagem à subprefeitura de Paris, chamada Saint-Ouen, e se trata de um reduto histórico da França. Antes do álbum foi lançando os singles Poercelain e Red, no qual o primeiro foi dirigido por Pedro Fiuza, produtor do Casa de Praia, no qual já foi indicado como clipe do ano no Prêmio Hangar de Música.

“Quando procurei a produtora Casa da Praia, desejava criar uma obra em torno de conceitos pensados previamente, como a busca interna de uma personagem que se relaciona com a paisagem, como forma de representar seus sentimentos. Tínhamos em mente que a expressão artística Drag sintetizava estética e politicamente a canção, relacionamos algumas imagens como símbolos conceituais, como a estrada que tanto inspirou a concepção do álbum. A partir disso, a Casa da Praia começou a traduzir esses desejos e ideias em linguagem audiovisual, primeiro através do roteiro de Mateus Cardoso e depois através da escolha de Libra, artista selecionada no casting feito em maio de 2017, que contribuiu imensamente para a formação do personagem e narrativa.”, disse Takeya, no qual as gravações aconteceram em três praias do litoral Norte.

“O resultado foi um clipe realizado com muita reflexão e planejamento sobre a temática e a forma. Creio que fizemos um bom trabalho nesse subgênero de videoclipes, que é o narrativo. Logicamente, não deixamos de lado a atmosfera e o sentimento da música.”, continuou.

Um mês depois, eles lançaram o clipe “Até Chegar”, dirigido por Moniky Queiroga. Os clipes podem ser conferidos a seguir:

Agora o próximo passo é lançamento do primeiro álbum, previsto para o dia 15 de janeiro. Além de Rodrigo, a banda é composta por mais dois integrantes. “A ideia sempre foi ter um grupo simples e pequeno, de três pessoas. Só que para isso funcionar era preciso que as pessoas que melhor se encaixassem nesse projeto topassem participar, o que felizmente aconteceu: Danina Fromer (instrumentos) e Yves Fernandes (bateria) estão comigo a partir de agora”.

Mas, e os shows? Takeya responde: “Estamos planejando produzir um evento no fim de fevereiro, e a partir daí pretendemos seguir fazendo apresentações ao longo de todo o ano”.

Comentários no Facebook

Deixe uma resposta