Conheçam o Waldo: Novo presidente do Brasil

Compartilhe:

Após os inúmeros votos de protesto e da grande rejeição do outro candidato, principalmente vindo da classe média brasileira, o Waldo foi eleito o novo presidente da República. Agora, ele será o Chefe do Executivo, no qual sancionará leis, controlará – com mãos de ferro – os gastos públicos oriundos de impostos e vai contratar as melhores pessoas para exercer os seus ministérios; responsáveis pela Educação, Saúde, Relações Internacionais e dentre outras atividades.

Estou retratando, outra vez, um episódio de Black Mirror, mas a política brasileira está bem próxima desta suposição se tornar algo real. Daqui a um ano elegeremos novamente um presidente para nos representar e você sabe muito bem quem é o nosso Waldo. Não, não é o Lord Valdemort, que estamos acabando de ver seu processo de obstrução de justiça e corrupção passiva ter sido arquivado.

O que aconteceu na noite desta quarta-feira (02) mostra claramente que estamos presos nos anos 60. Afinal, os argumentos utilizados foram:

  • Impedir a volta do comunismo
  • Trazer a estabilidade política no país
  • Manter a democracia
  • Estamos melhorando a economia

Mesmo que o Waldo tenha votado não, ele sabe jogar para ficar bem na fita, visto que o Valdemort está com mais de 90% de rejeição nas pesquisas de utilidade pública. Ainda percebeu que se portar como uma nova opção, um novo Brasil (“Make America Great Again”), é a melhor arma para conquistar os cidadãos.

Assim como os Militares de 50 anos atrás diziam para os nossos avós.

Hoje, eu escuto gente que abre a boca para falar que 1964 não foi golpe militar, mas uma revolução. Até divulgam as frases ditas pelo Waldo: “Aqui só torturou e não matou”. Agora fala que os pais deveriam controlar o que os professores devem ensinar, dizendo que estamos doutrinando comunismo nas universidades públicas ou nas instituições de Ensino Médio.

Claro que isto enche o ego do Waldo Brasileiro, que tentou ser militar no Brasil, quando o Exército estava estagnado. Chegou a criar uma revolução dentro do quartel, mas fracassou. Depois de ter sido expulso e virado capa da maior revista do país, ele resolveu ser deputado.

A política, todavia, nunca foi seu forte e escolheu trabalhar com o discurso de ódio em cima da insatisfação popular. Bem Alemanha na década de 30, não é?

O que faz? Mensagens de ódio e marketing de guerrilha, aquele mesmo papo que a elite católica caiu fazendo a Marcha da Família em 1964 e isto repetiu no ano de 2015, sendo que agora com os evangélicos. Deu bastante gente, muita, nestes novos protestos, bateram panela e tudo, bem Argentina mesmo, alguns lhe chamam de mito e tratam como salvador do Brasil. Será mesmo?

Diz que gays querem maiores poderes, reclama dizendo que beijo de gente do mesmo sexo é uma libertinagem. Alguns LGBTs até acreditam e argumentam o seu voto por Waldo pelo fato de não ser corrupto. Será? O partido dele está envolvido em alguns escândalos, mas nada demais, pois, corruptos mesmos são os partidos de esquerda, os comunistas e que todos devem ser destruídos.

Ele sabe brincar com a mídia como ninguém, principalmente com a internet, onde os brasileiros mais possuem acesso do que um jornal ou um canal de televisão.

O importante é ficar no poder e criar discursos prontos. Se alguém o contestar, ele xingará e os eleitores ficarão felizes ao ouvir as suas palavras jocosas, pois ele está soltando “algumas verdades que devem ser ditas”.

As pessoas não têm medo de corrupção, mas de comunismo. O que é? Você sabe? Será igual ao que está acontecendo com a Venezuela? Se for, eu nem quero.

O Waldo é a novidade do país, ele quer mostrar que pode ser diferente, pois, existe a roubalheira em todos os lados.

Waldo salvará o país…

…Ou o destruirá ainda mais.


Sobre Lara Paiva
Oi, eu sou o Goku. Mentira, meu nome é Lara. Sou jornalista formada pela UFRN, natural de Natal. Sempre fui de humanas. Tem um blog para expor as suas curiosidades e anseios desta vida e mostrar os diferentes lados da vida urbana.

Comentários no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Breche Também

error: Content is protected !!