Vocês precisam comer esse chips de banana da terra

Compartilhe:

Esse chips de banana da terra da foto acima é muito bom. Detalhe: eu não gosto de banana. Tanto que eles dão essas delícias para os novos clientes experimentarem e quebrarem a cara. Lá tem opção de três fritas: bata-frita tradicional, chips de banana da terra e batata-doce.

Esse é um dos pratos do restaurante Rapadura, especializado em hambúrguer que fica do lado do famoso Taverna Pub. São os mesmos donos da tapiocaria Casa de Taipa. Foi inaugurado neste ano e ele possui algumas peculiaridades, como a ausência de garçom, no qual o próprio cliente tem que atender e limpar a mesa onde consumiu o seu prato.

O nome é uma homenagem ao doce feito de açúcar tradicional no Nordeste e vendido em formato de tijolos.

A ideia de um restaurante sem garçons veio dos Estados Unidos, mais precisamente no estado da Califórnia, que já expandiu para outros países, como a Inglaterra. Em São Paulo, uma sanduicheira chamada Garagem, criou um ambiente parecido, onde os clientes devem buscar a sua comida no balcão, pedir o prato por conta própria e fazer em um cardápio reduzido. Além disso, os funcionários vão explicar o produto, conversando de igual para igual.

O Rapadura é bastante similar ao Garagem. Mas, com alguns toques nordestinos. Lá, os funcionários explicam o funcionamento do restaurante, mostram os cardápios com apenas três pratos principais e a dinâmica do estabelecimento. Eles fornecem duas opções de mesa: a coletiva, onde você pode interagir com pessoas que você não conhece (tem tomadas para carregar o seu celular com bateria fraca) ou uma mais reservada.

image
Rapadura fica do lado do Taverna Pub (Fotos: Lara Paiva)

São três opções de hambúrguer, todos com alguma relação ao litoral potiguar. O hambúrguer Ponta Negra leva pão tradicional, hambúrguer, queijo muçarela, queijo de coalho, tartar de tomate, molho da casa e alface; o Pium tem pão de rapadura, hambúrguer, muçarela, bacon, tartar de tomate, picles de maxixe, molho da casa e alface; e o Pipa, pão de jerimum, hambúrguer, muçarela, gorgonzola, cebola caramelizada, tartar de tomate, picles de chuchu, molho da casa e alface.

Ainda tem os batidos, que são milk-shakes de rapadura com paçoca, de brigadeiro ou de coco, e os pecados da lata – brigadeiros tradicionais, casadinho ou de rapadura. Já pediu o seu prato? Você vai esperar dentro do restaurante e alguém vai te chamar pelo megafone no modo mais nordestino possível: “ATENÇÃO, FULANO, AVIA”.

image
Como você é chamado no restaurante (Fotos: Lara Paiva)

Agora, é só degustar o sanduíche, que é totalmente original e gostoso. Um dos pontos fortes do restaurante é a identidade visual, no qual você pode ver a logo do restaurante desde no hambúrguer até nos copos e embalagens que são fornecidas. Também defende muito a reciclagem, visto que eles usam para armazenar guardanapo e os molhos vem de latas recicladas.

A decoração lembra um pouco do Nordeste devido ao estilo rústico, mas também tem aquelas decorações que são vistas na rede social Pinterest, como parede feita com quadro negro e pallets.

Após terminar o seu prato, deixa a bandeja no local que é para aguardar e joga no lixo.

image

Veja mais fotos do Rapadura a seguir:


Sobre Lara Paiva
Oi, eu sou o Goku. Mentira, meu nome é Lara. Sou jornalista formada pela UFRN, natural de Natal. Sempre fui de humanas. Tem um blog para expor as suas curiosidades e anseios desta vida e mostrar os diferentes lados da vida urbana.

Comentários no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Breche Também

error: Content is protected !!