Uílame fala sobre o dia do rock

Compartilhe:

Quem mora em Natal ou gostava de heavy metal em algum lugar do planeta, na década de 2000, já escutou este áudio:

Sim, estamos falando do Uílame, o maior fã da banda Blood Avenger, potiguar e, o mais importante, o metaleiro. Numa era pré-Twitter, bem antes do Pinta Natalense, o personagem do músico Ticiano D’Amore ficou famoso por tirar sarro dos metaleiros.

Uílame é guitarrista autodidata e fã incondicional do Blood Avenger, além de ser egocêntrico, perturbado, fanático, também é desprovido de qualquer bom senso.

Foram vários áudios, disponíveis no Cifra Club (a página do Uílame ainda existe), que rolaram na internet e cada um mais engraçado que o outro, desde a declaração à sua namorada até as tentativas de ser um músico profissional.

No dia mundial do rock, 13 de julho, claro que deveríamos entrevistar o Uílame para falar sobre esta data. Por telefone, ele não quis declarar sobre a data, pois o rock não vale nada. E mandou esse recado aos roqueiros:

Atualmente, ele trabalha numa xerox e faz cover de Justin Bieber para ganhar dinheiro.

Apesar de ter quase 10 anos ter parado de gravado, o Ticiano ainda é lembrado pelo metaleiro natalense e reconhecido nas ruas. De acordo com D’Amore, o headbanger surgiu durante uma gravação de uma banda, no qual estava produzindo e foi tentar orientar a guitarrista de como queria que ela tocasse. “Fiquei tentando fazer umas onomatopeias de guitarra e o pessoal começou a ficar rindo. Então, surgiu a ideia de fazer o primeiro episódio de Uílame”, afirmou.

O Ticiano explicou que Uílame foi inspirado em um amigo que falava de forma parecida com o personagem e um aluno “que era muito chato”. Então, rapidamente as pessoas gostaram dos áudios e fez com que estimulasse a fazer mais histórias do amante do heavy metal, como as aulas de guitarra, declarando para namorada ou enchendo o saco do Blood Avenger.

Após o sucesso dos dois primeiros áudios, o site Cifras Club convidou Ticiano para postar os áudios mensalmente. “Foi aí que o personagem começou a ficar bem famoso. O Brasil inteiro me mandava e-mail com elogios e sugestões de aventuras novas. Apesar disso, eu boto a minha mão no fogo que consegui ter agradado os metaleiros”, relembrou.

Ao ser questionado se as pessoas pedem para voltar com o personagem, ele respondeu que sim, mas acredita que foi bom de “ter parado no auge”.  “Não queria parar quando estivesse já sem graça, assim como muitas coisas de humor”, comentou.

Sobre heavy metal, Ticiano confessa que hoje escuta apenas Dream Theater e que na época que fazia o personagem escutava bastante. “Hoje eu escuto uma ou duas bandas, estou muito longe do heavy metal. Eu era bem por dentro na época. Comecei a tocar escutando bandas, como Angra e Iron Maiden”.

De vez em quando o Uílame aparece em alguns vídeos do D’amore:

“Já fui parado na rua para dar autógrafo em palhetas e camisas. Mas, hoje, o que mais acontece é pedir uma mensagem de voz para um determinado grupo de Whatsapp com a voz do Uílame”, contou.

Atualmente, ele está atuando como professor de música na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), é comediante de Stand-up, participa da banda Café e faz diversos vídeos engraçados na internet, no You Tube. Além disso, ele tem um programa chamado “Partiu”, no qual entrevista pessoas dentro de um carro.


Sobre Lara Paiva

Oi, eu sou o Goku. Mentira, meu nome é Lara. Sou jornalista formada pela UFRN, natural de Natal. Sempre fui de humanas. Tem um blog para expor as suas curiosidades e anseios desta vida e mostrar os diferentes lados da vida urbana.

Comentários no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Breche Também

error: Content is protected !!