Temos um museu itinerante sobre videogames

Compartilhe:

O videogame é um aparelho no qual o jogador interage com imagens enviadas a um dispositivo que as exibe, geralmente uma televisão ou um monitor. A primeira menção ao que se assemelha a um vídeo game data de 1947, patenteado no ano seguinte por Thomas T. Goldsmith Jr. e Estle Ray Mann. Inspirado na tecnologia de radares, consistia em um dispositivo analógico que permitia controlar um ponto vetorizado na tela, simulando mísseis acertando alvos, que eram simplesmente pontos fixos na tela.

Na década de 70 apareceram os primeiros consoles comerciais. Em 1972, é lançado o Odyssey da empresa Magnavox. Neste mesmo ano, Nolan Bushnell, agora trabalhando na Atari, lança o primeiro grande sucesso comercial de um video game, o jogo arcade Pong.

Este sucesso abriu caminho para inúmeras outras empresas, dando início assim à lucrativa indústria dos games. No Rio Grande do Norte, um grupo de pessoas criou um museu itinerante com a finalidade de exibir a evolução dos consoles feitos.

O Museu faz parte da União Potiguar de Gamers (UPG). O fundador da UPG é Glidio Marcio e a intenção é encontrar amantes do videogame em todo o estado do Rio Grande do Norte, além de acompanhar o comércio dos jogos eletrônicos e incentivar culturalmente a área dos games do nosso estado.

Para a organização os jogos não são apenas uma brincadeira, mas uma ferramenta de inclusão digital e auxílio à educação. Além disso, quer incentivar a produção e desenvolvimento de games, algo que está crescendo de forma tímida em todo o Brasil.

A UPG também pretende estimular e trabalhar em pesquisas acerca da utilização de jogos digitais, que podem ser aproveitadas e aplicadas em vários segmentos da sociedade, ligados ao entretenimento ou onde forem empregados jogos de qualquer formato.

Recentemente, a equipe viajou para Mamanguape, interior da Paraíba, para divulgar o acervo de videogame existentes do grupo. Eles possuem desde os mais antigos, como Atari, até os mais modernos, como o Playstation 4. Muitos dos consoles são dos próprios integrantes da UPG e outros vieram a partir de doações.

Dentre as peças que foram à Paraíba destacam-se o Atari Pong – um dos primeiros consoles, lançado em 1975; o Zemmix – raríssimo console coreano; e o Virtual Boy da Nintendo, sem contar com vários consoles customizados pelo próprio Museu.

Atualmente, este é terceiro museu da região Nordeste com o maior quantidade de consoles, acervo literário , objetos e jogatinas, perdendo apenas dos estados da Bahia e Pernambuco. Em Natal, a última exposição pública em Natal aconteceu no Yujô, no final do ano passado.

Além de exibir as peças raras, os organizadores também permitiam que as pessoas pudessem fazer algumas jogatinas.

Se quiser marcar para fazer uma visita ou levar o museu para algum evento é só telefonar para (84) 98893-1959 ou acessar a fanpage neste link.

Confira algumas fotos a seguir:

13723849_590229431157179_4591184721474178252_o

13724066_590229351157187_1073364791867058276_o

13765688_590229281157194_2338540735274684981_o

13692782_590229174490538_4682439422308651174_o

13717428_590229037823885_3859979229855247766_o

12771681_525419380971518_517699401576776506_o

10265650_503424306504359_7376386954854686679_o

1602002_503424259837697_3749038874600109486_o

920767_503424256504364_2511588894869226967_o

1529952_503424246504365_2801826864378510220_o


Sobre Lara Paiva
Oi, eu sou o Goku. Mentira, meu nome é Lara. Sou jornalista formada pela UFRN, natural de Natal. Sempre fui de humanas. Tem um blog para expor as suas curiosidades e anseios desta vida e mostrar os diferentes lados da vida urbana.

Comentários no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Breche Também

error: Content is protected !!