Natal tem um estúdio de tatuagem só de meninas

Compartilhe:

Andando pela Avenida Engenheiro Roberto Freire existem vários estabelecimentos comerciais. Temos restaurantes, shoppings, universidades privadas, loja de doces e estúdios de tatuagem. No meio de um posto da Petrobrás há uma galeria, no qual a placa tem o nome e abaixo entre parênteses Jesus, enorme com várias clínicas, lava-jato, aluguel de carros, gente tomando shake da Herbalife e um lugar para se tatuar.

Decoração do estúdio massa
Decoração do estúdio massa

Sim, abriu mais um estúdio de tatuagem em Capim Macio. A gente sabe que este bairro da zona Sul da capital potiguar é um reduto cheio de estúdio de tatuagem, mas esse que falarei possui um diferencial. É composto apenas por meninas. Yeah, girl power. Sim, três garotas, neste mês, resolveram se unir e divulgar os seus próprios trabalhos.

Brechando acompanhou uma sessão de tatuagem no estúdio que abriu há alguns dias e ainda será feita uma festa de inauguração com direito a flash day.

Para quem não sabe, é um evento onde os tatuadores disponibilizam vários desenhos de um mesmo estilo para tatuar e faz na hora. O tema que elas escolheram são de bruxas e possui uma relação bastante especial com o nome do estabelecimento.

O estúdio se chama Coven e é formado por Cíntia dos Anjos, Tahiane Macedo e Yasmin Lamacchia. Ambas estão começando no mercado onde “os homi” dominam. A intenção das três de criar um próprio estúdio foi baseado a partir da crença da resistência feminina e do princípio de sororidade. O que significa esta última palavra?

image
Foto: Facebook

“A ideia é fazer com que as meninas se sentissem à vontade quando for fazer a tattoo. Nossa intenção é fazê-las com que sejam respeitadas, que não sejam assediadas ou levar xaveco por um homem. Óbvio que tem muito tatuador bom e profissional, mas já ouvi muito relato de pessoas dizendo que foi tatuar com o profissional e ele não teve um pingo de sensibilidade”, comentou a Tahiane enquanto fazia uma tatuagem de lótus na cliente Simone.

Sororidade é a união e aliança entre mulheres, baseado na empatia e companheirismo, em busca de alcançar objetivos em comum. O conceito está fortemente presente no feminismo, sendo definido como um aspecto de dimensão ética, política e prática deste movimento de igualdade entre os gêneros.

13260209_262790597409458_1488862371090697199_n
(Foto: Facebook)

Por que o nome Coven? Como assim, vocês não sabem? Nunca assistiram a terceira temporada de American Horror Story? Está certo, nós vamos explicar.

Coven, Coventículo ou Conciliábulo é o nome dado a um grupo de bruxas, que se unem num laço mágico, físico e emocional, sob o objetivo de louvar a Deusa, tendo em comum um juramento de fidelidade à arte e ao grupo e tem como filosofia “amor e confiança”. Isto quer dizer que dentro do Coven deverá prevalecer a união e a família.

“Nós queríamos trabalhar em um lugar onde nós três pudéssemos ficar mais tranquilas e fosse mais fácil de atender com o nosso público, além de trabalhar de forma mais unida. Não sentíamos mais à vontade de trabalhar com outras pessoas”, comentou Tahiane

13240554_262773660744485_7708217900554542914_n
(Foto: Facebook)

Sobre a Tahiane Macedo, a gente já falou no blog. Era jornalista e trabalhava numa assessoria de imprensa quando resolveu largar tudo para trabalhar como tatuadora. A jovem começou a fazer tatuagens há dois anos, antes já fazia alguns trabalhos com desenhos. Ela faz diversas artes, desde aquelas tatuagens estilo old school até desenhos mais complexos.

Já Cíntia dos Anjos era parceira de Tahiane do estúdio “Dos Anjos”. Elas resolveram largar o estúdio antigo para estimular a produção de mulheres tatuadoras e de estimular as garotas a se tatuarem.

“Nós duas percebemos que trabalhar entre mulheres havia uma consonância bem maior. Nós nos sentíamos mais a vontade. O meio da tatuagem ainda é machista, não tem tanto espaço a para a gente. Então, a gente resolveu fazer um estúdio feito por mulheres para as mulheres”, afirmou.

Cansadas dos estúdios mistos e da vontade de estimular as mulheres a se profissionalizar como tatuadora. “Em um antigo estúdio onde trabalhava, uma pessoa veio até a mim perguntando pelo tatuador e na verdade era eu”, alegou sob risadas.

Ainda tem Yasmin Lamacchia, que além de tatuadora, é conhecida na cena potiguar alternativa por participar da banda Orchestre Noire. Alem disso, ela também é conhecida pelos trabalhos artísticos. Começou a fazer a tatuagem há pouco tempo e está conquistando o mercado natalense. “Yasmin tem uma carreira muito boa como ilustradora, ela começou a tatuar com a gente no antigo estúdio e a gente está junta para trabalhar por ter uma afinidade “, elogiou Macedo.

Mas, isso não quer dizer que os homens estejam proibidos de tatuar pelas garotas, muito pelo contrário. “Nós temos muito clientes homens que já vieram aqui e alguns são até tatuadores”, garantiu a tatuadora. Por enquanto os clientes mais antigos já estão acompanhando o estúdio cheio de estilo, com o toque de feminilidade.

A Simone foi fazer uma tatuagem, esta era uma flor de lótus na panturrilha. “Minha primeira tatuagem foi feita com Tahiane”, relembrou a cliente, que comentou que a tatuadora ajudou a melhorar com a autoestima com uma de suas obras. “Tinha bastante estrias na barriga e sentia vergonha, então Tahiane fez uma tatuagem reparadora, que é um ramalhete de flores na região onde ficava as estrias. As pessoas diziam que ficaria enjoada ou algo do tipo, mas não estou”.

A intenção é expandir cada vez mais o público. “As pessoas ainda pensam que tatuar é uma função masculina e não é bem assim”, indagou Tahiane.

Tahiane enquanto fazia a lótus (Foto: Lara Paiva)
Tahiane enquanto fazia a lótus (Foto: Lara Paiva)

O Coven funciona de segunda à sexta das 9h às 19h e aos sábados das 10h às 18h. Agende um horário com o power trio através da página do Facebook. O local funciona no posto da Petrobrás depois do restaurante Sal e Brasa, próximo da rua que fica na Horta Orgânica do bairro.


Sobre Lara Paiva

Oi, eu sou o Goku. Mentira, meu nome é Lara. Sou jornalista formada pela UFRN, natural de Natal. Sempre fui de humanas. Tem um blog para expor as suas curiosidades e anseios desta vida e mostrar os diferentes lados da vida urbana.

Comentários no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Breche Também

error: Content is protected !!