Party hard na piscina de bolinhas

Compartilhe:

O que fazer numa sexta-feira a noite? Ir ao bar? Comer no bom restaurante? Brincar numa piscina de bolinhas gigante instalada no shopping? Muitos optaram esta ideia de ficar 15 minutos no brinquedo e se divertir como uma criança. A ideia aconteceu na última sexta-feira (29), no qual adultos tiveram a chance de voltar a ser criança e ficar feliz com coisas pequenas.

Fotos: Lara Paiva
Fotos: Lara Paiva

A festa na piscina de bolinhas tinha luzes de boate e o DJ tocando o melhor da música eletrônica. Quase uma boate temática, sendo que feita em um lugar bem mais movimentado. Neste dia, o shopping estava lotado, tanto que tive de estacionar no penúltimo andar do prédio garagem. O estabelecimento estava dividido em pessoas que queriam assistir a nova sequência de Capitão América e daqueles que estavam tentando criar coragem de ir para piscina de bolinhas, que foi amplamente divulgado na internet.

Antes das 21 horas, horário marcado para o momento dos adultos, a piscina estava com luzes e o DJ preparando a sua pick-up. Enquanto isso, muitos adultos (gente de 18 anos para cima) olhava para o mar colorido e ficavam pensando: “Eu vou?”, “Será que pagarei mico ao andar neste negócio?”, “Só vou se algum amigo for!” ou “Quanto é esse negócio”.

Quem deixou o preconceito de lado, se divertiu para caramba. Mas, como fazia para entrar na piscina de bolinhas? Primeiro, tinha que entrar numa fila e os atendentes te fornecem um cartão (tipo aqueles que você ganha quando entra num restaurante self-service) e explica todo o funcionamento do brinquedo. A permanência mínima é 15 minutos e o preço do ingresso é 15 reais. Ou seja, você gasta um real a cada minuto dentro do brinquedo.

Vale a pena, pois é relaxante, libera o estresse, rir de tudo e esquece dos problemas de ser adulto (desemprego, contas, impostos, remédios, médicos, comida…).  Eram umas 21h40 quando topei em entrar no brinquedo e foi a coisa mais legal que fiz naquela sexta-feira.  Só colocar o pé na primeira bolinha, já senti uma energia boa e você rapidamente esquece o mundo lá fora e começa a mergulhar, andar e ficar lá por vários minutos.

A sensação foi similar com os outros visitantes. Uma das pessoas mais empolgadas era a jornalista Suelen Lobato, que estava muito feliz em ficar dentro da piscina de bolinhas, mesmo que 15 minutos. “Realmente a gente precisa de uma válvula de escape, pois a nossa vida é muito estressante. A piscina é uma prova disso, pois em poucos minutos eu consegui dar uma descarregada em todo o meu estresse e tudo de ruim que estava sentindo. Mais piscina de bolinhas”, comentou.

image

Para quem não andou no Natal Shopping, localizado na zona Sul da cidade, desde o mês de março montou uma gigante piscina de bolinhas, que estará lá até o próximo domingo. Sabendo que muitos adultos tinham vontade de pular naquela enorme piscina, a organização do shopping resolveu fazer um evento especial para os adultos.

Bárbara Dantas aproveitou o evento para adentrar numa piscina de bolinhas pela primeira vez. “Estou realizando um sonho de infância, nunca tinha entrado e isso é muito bom. Estou gostando bastante”, comemorou.

Uma festa na piscina de bolinhas com direito a DJ.  A piscina possui 6,5 metros de altura, o Castelo é recheado com mais de 300 mil bolas coloridas em um espaço de 120 m² formado por torres, escorregadores e tobogãs.

A ideia vem da equipe Castelo de Bolinhas é um evento itinerante, organizado por uma empresa no interior de São Paulo, e trabalha apenas em shoppings. Eles instalam um castelo de brinquedo de seis metros de altura, formado por torres e escorregadores. Em volta do castelo estão as bolinhas coloridas para as crianças e os adultos (sim, pode entrar os adultos) brincarem.

O vlogueiro Léo Carioca também esteve lá para gravar o programa Partiu. O rapaz conseguiu unir o melhor dos dois mundos: trabalhar e divertir. “Estou achando lindo este evento, ficar brincando e ao mesmo trabalhar é muito bom. Quero mais o quê?”, afirmou.

A proposta é promover momentos de lazer, entretenimento e diversão entre crianças e adultos, com atividades que unem a família no empreendimento. Apenas no ano de 2016, eles já rodaram Roraima, Minas Gerais, Mato Grosso, São Paulo, Rio de Janeiro e dentre outros.


Sobre Lara Paiva
Oi, eu sou o Goku. Mentira, meu nome é Lara. Sou jornalista formada pela UFRN, natural de Natal. Sempre fui de humanas. Tem um blog para expor as suas curiosidades e anseios desta vida e mostrar os diferentes lados da vida urbana.

Comentários no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Breche Também

error: Content is protected !!