Potiguar lança quadrinho pela internet

Compartilhe:

A gente sabe que tem muito trabalho independente bacana vindo do Rio Grande do Norte. Existe um quadrinho disponível online que é uma parceria com um natalense e um recifense.  “Nara” pode ser lido desde quinta-feira (14) e é de autoria de Victor Hugo Azevedo e Camillo José. O potiguar Victor, que desenhou todo o quadrinho (Camillo ficou com o roteiro!), disse que o trabalho começou no final de 2014 nas redes sociais. O nome é inspirado numa música de uma banda inglesa.

Capa de "Nara"
Capa de “Nara”

“Camillo tava com o trampo já meio andado na época e ele mandou o que já tinha, falou da proposta, que era muito uma inspiração de um álbum que o Alt-J (banda inglesa de rock alternativo) em que algumas musicas eram intituladas com “Nara” – “Arrival in Nara”, “Nara”, “Leaving Nara” – que na real é uma província e uma cidade muito doida e bonita do japão. Na época, eu já havia rascunhado alguma coisa, mas totalmente descartável”, comentou.

A cidade japonesa que Victor mencionou foi por mais de 70 anos a capital da Terra do Sol Nascente, no qual atualmente tem uma população estimada em 364.869 habitantes. Foi construída durante o governo da Imperatriz Genmei e neste período a maioria dos grandes templos que deram visibilidade à cidade foram construídos.

Em 1180 grande parte da cidade foi destruída, em um ataque do Clã Taira. Logo em seguida, foram reconstruídos os templos Tōdai-ji e Kōfuku-ji e o resto da cidade. De acordo com o registro histórico mais completo do Japão antigo, o Nihon Shoki, o nome “Nara” deriva do verbo japonês narasu, que em português quer dizer nivelar.

A capa tem um cervo, visto que reza a lenda que o Deus da Espada e do Trovão chegou à cidade de Nara montado no animal e os bichinhos são considerados protetores da cidade.

A música inspiração pode ser escutada a seguir:

13036596_1079188692148939_858031495_oA produção dos quadrinhos começou em março, quando Camillo terminou os poemas, escritos desde novembro de 2014.

“Fiz tudo em menos de um mês. Mas as ideias dos poemas, a cerne deles, já estavam marinando na minha cabeça desde a primeira vez, quando ele me mostrou os rascunhos e tudo. E foi tudo bem imersivo pra mim. Nunca havia me dedicado tanto pra um projeto em conjunto quanto esse. E cada vez que eu mostrava uma página para o Camillo, e ele fica ultra alegre, nossa, foi o melhor combustível pra prosseguir”, comentou.

A produção tem 28 páginas e é dividido em capítulos a partir das músicas: “Arrival in Nara”, “Nara”, “Leaving Nara”. É rápido de ler e faz você querer ir para Nara rapidinho. Praticamente é uma aventura bastante maluca na cidade japonesa.

“A gente tá vendo de lançar em breve no formato físico, com uma exposição dos originais e também um sarau, se rolar. Talvez tenham mais quadrinhos assim. O Camillo quer muito fazer outra parada, eu também, nosso trampo criativo é irado”, finalizou Victor.

Quer saber como é o quadrinho Nara? Veja por aqui. Para baixar é só acessar este link.


Sobre Lara Paiva
Oi, eu sou o Goku. Mentira, meu nome é Lara. Sou jornalista formada pela UFRN, natural de Natal. Sempre fui de humanas. Tem um blog para expor as suas curiosidades e anseios desta vida e mostrar os diferentes lados da vida urbana.

Comentários no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Breche Também

error: Content is protected !!