De onde surgiu a expressão “boy” ?

SONY DSC
Compartilhe:

-Boy, você pode me emprestar o cartão de crédito?

– Faça isso não, Boy!

-Boy, onde fica o Parque da Cidade?

– Bora para aquela festa, boy?

-Não, Boy!

Quando falo a palavra “boy”, muitas pessoas que não são da cidade pensam nestas três fotografias:

Astro Boy
Astro Boy
Go Go Boy
Go Go Boy

Quem morou em Natal ou ainda mora sabe que é comum a expressão “boy” e quase todos os natalenses falam, mesmo que involuntariamente.  Muitos sabem que esta é uma palavra inglesa que significa “garoto”, “menino”. Mas, a galera chama até as garotas de boy. Uma criança também pode ser sinônimo de boy. Então, ache comum, ouvir esta frase: “Quando eu era boy (=Quando era criança/pequeno)”.

Muitos dos meus amigos que são do Rio de Janeiro, Fortaleza e até de Recife acham muito estranho quando digo coisas como: “A boy era muito chata, pelo amor de Deus” ou “Quem é esse boy que está falando essas coisas?”.  E sempre tenho que responder a pergunta: “O que você quis dizer?”.

Mas, de onde surgiu, esta expressão bastante popular entre os natalenses? De onde soube esta palavra em inglês? Como a adquiriram na cultura potiguar?  O Brechando vai te explicar e isso faz parte da Segunda Guerra Mundial, quando a capital do Rio Grande do Norte virou um anexo dos Estados Unidos.

Além disso, a expressão tem o seu diminutivo e aumentativo: boyzinho ou boyzinha/boyzão ou boyzona.

A expressão veio dos americanos que montaram base militar em Natal durante a Segunda Guerra, onde estrategicamente a cidade era próxima da Europa, que estava dominada pela Alemanha Nazista de Adolf Hitler.

A influência norte-americana se fez sentir também na linguagem, com a introdução de algumas palavras e expressões inglesas e outras tiveram “as suas adaptações” pelos natalenses.  O Oxente é um outro exemplo, pois, reza a lenda, que veio da expressão “oh shit”.

Americanos na Segunda Guerra Mundial
Americanos na Segunda Guerra Mundial

Seus habitantes que até então levavam uma vida modesta e tranquila, passaram a conviver com a passagem pela cidade de pessoas de outras nacionalidades, como o Arcebispo de Nova York, o Príncipe da Holanda, o Presidente do Paraguai, o Embaixador do Reino Unido,o Ministro das Relações Exteriores da China, Anna Eleonor Roosevelt, primeira-dama dos EUA, os atores Humphrey Bogart, Clark Gable, o músico Glenn Miller e dentre outras celebridades.

Vale lembrar que também nesta época, muitos aderiram a diversos costumes, como fumar cigarro, beber coca-cola, mascar chiclete  e a frequentar aos bailes no mais completo estilo americano.


Sobre Lara Paiva
Oi, eu sou o Goku. Mentira, meu nome é Lara. Sou jornalista formada pela UFRN, natural de Natal. Sempre fui de humanas. Tem um blog para expor as suas curiosidades e anseios desta vida e mostrar os diferentes lados da vida urbana.

Comentários no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Breche Também

error: Content is protected !!