Quantas ciclovias existem em Natal?

Compartilhe:
  • Observação inicial: Neste texto vamos colocar ciclovias e ciclofaixas como sinônimos, apesar de suas diferenças são a partir dos tamanhos instalados. 

Quantas ciclovias existem na cidade? Uma coisa é certa nós ainda temos poucas opções para andar de bicicleta na cidade e é bastante difícil largar o carro ou aquele busão maroto em troca de uma vida mais saudável. Muitos ciclistas se arriscam em andar na rua e competir no meio dos carros, causando risco de acidentes. Pela minha contagem, existem sete ciclovias espalhadas no Natal, sendo uma na zona Norte da capital potiguar.

Até o ano de 2014, a Prefeitura do Natal havia instalado 20,6 quilômetros de infraestrutura cicloviária, sendo que 11,2 quilômetros de ciclovias e 9,4 km de ciclofaixas. Nesta época, existia apenas na Via Costeira, Avenida Itapetinga, Avenida Ayrton Senna, Avenida Omar O’ Grady (prolongamento da Prudente de Morais) e na orla da Praia do Meio.

No ano de 2014, a Universidade Federal do Rio Grande do Norte, a partir de recursos do Governo Federal, instalou uma ciclovia na parte externa e interna do campus universitário.  No ano seguinte, a Prefeitura do Natal instalou outra na Avenida Prudente de Morais, no qual os ciclistas competem com o ônibus, visto que a faixa também é um corredor exclusivo para estes veículos.

O Plano Cicloviário foi desenvolvido pela Prefeitura do Natal, no ano de 2011, com a finalidade de aumentar as vias para os ciclistas. Em 2013, ele foi debatido no Fórum sobre Ciclismo, de lá para cá, foram feitos 21 km de faixa para ciclistas na capital, muito aquém do esperado. O Plano Cicloviário de Natal quer incentivar o uso de bicicletas como alternativas para deslocamento dentro da área urbana

A proposta contemplada no Fórum, cujo orçamento é equivalente a 11 milhões de reais, previa a interligação de todas as zonas urbanas em quatro eixos. Enquanto isso, alguns problemas ainda persistem, como ciclistas competindo com os pedestres, carros que insistem em estacionar na região e a falta de estrutura.

Durante a noite na Avenida Ayrton Senna, próximos aos bares e restaurantes, muitos carros estacionam nas faixas destinadas aos ciclistas, prejudicando o deslocamento dos mesmos.

O projeto Cicloviário de Natal ainda não tem orçamento definido. Havia uma proposta orçamentária em 2013 de R$ 11 milhões, mas por atraso nas discussões, esse valor está desatualizado. O Projeto Cicloviário inclui ciclovias e ciclorrotas para uso compartilhado de bicicletas com os demais veículos com sinalização de advertência a fim de garantir a segurança dos ciclistas.

Natal tem sete bairros com maior volume de deslocamento de ciclistas que fazem cerca de 900 viagens dias, segundo pesquisa realizada em 2007 (quase 10 anos atrás) pela Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU) sobre origem e destino das viagens internas na capital. Os bairros são Quintas, Nordeste, Felipe Camarão, Ponta Negra, Nossa Senhora da Apresentação, Lagoa Nova e Pajuçara.

Confira as fotos das ciclovias existentes a seguir:

Avenida Prudente de Morais

foto_1_-_materia_ciclovia

UFRN – Campus Central

11912978_951027604965049_1027221509_n

Praia do Meio

Ciclovia-da-Praia-do-Meio-JA-16

Avenida Itapetinga 

ciclovia avenida itapetinga- foto josé aldenir

Via Costeira

Natal-Ponta-Negra-Via-Costeira

Avenida Omar O’Grady

ciclovia_na_prudente_-_camara_municipal_debate_implantacao_de_cliclovias_em_natal_55_0

Avenida Ayrton Senna

ayrton-senna-tem-ciclovia-mas-falta-sinalizacao1


Sobre Lara Paiva
Oi, eu sou o Goku. Mentira, meu nome é Lara. Sou jornalista formada pela UFRN, natural de Natal. Sempre fui de humanas. Tem um blog para expor as suas curiosidades e anseios desta vida e mostrar os diferentes lados da vida urbana.

Comentários no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Breche Também

error: Content is protected !!