Natal x Mossoró: duas cidades que tem o eterno amor e ódio

Compartilhe:

Todo mundo sabe que as duas maiores cidades do Rio Grande do Norte foram rivais e lutam para serem as melhores do estado. Mas, de onde surgiu esta rivalidade? Todo mundo sabe das piadas sobre estes municípios, mas na verdade elas se amam, apesar de todas as diferenças.

Muitos natalenses já soltaram esta piada:

“Vocês comem sanduíche de garfo e faca? Parecem que são de Mossoró”

“Nossa, aqui está quente feito Mossoró”

“Eles não dizem Feliz Natal no dia 25 de dezembro, mas Feliz Mossoró”

Até o momento, não se sabe o motivo exato da “inimizade”, porém as duas, cuja distância é 281 quilômetros, possuem uma participação mútua em seus respectivos desenvolvimento. Vamos falar de  alguns fatos a seguir.

A mais velha é Natal, fundada em 25 de dezembro de 1598. Já Mossoró é uma jovem cidade, pois o seu surgimento foi datado no dia 15 de março de 1852. Aliás, parabéns adiantado, Moscow (apelido carinhoso da cidade)!

A cidade mossoroense e outras da região Oeste surgiram graças às propriedades construídas às margens do Rio Mossoró, onde a população era restrita somente aos vaqueiros, criadores e procuradores da fazenda, uma vez que seus donos moravam geralmente fora de suas propriedades, como em Natal ou em outras províncias vizinhas, como a Paraíba e o Ceará. Em suma, os fazendeiros natalenses ajudaram a formar a cidade!

“Mas, o sonho de Mossoró é se tornar a capital do Rio Grande do Norte”. Eles foram por um determinado momento, somente por dois dias. No dia 30 de setembro de 1883, o principal objetivo do movimento abolicionista foi alcançado e a escravidão foi oficialmente abolida, seis anos antes da lei Áurea.

Essa data é considerada importante na história de Mossoró e, desde 1913, é considerado como feriado municipal. Em homenagem a este acontecimento, Mossoró foi, entre 28 e 30 de setembro de 2011, capital do Rio Grande do Norte, sendo o governo estadual transferido temporariamente de Natal para Mossoró, instalado no Casarão Lili Duarte, que é atualmente sede da vice-prefeitura de Mossoró.

Tirando a rivalidade de lado, elas são quem ajudam o Rio Grande do Norte a manter o estado.  Mossoró, junto com Natal, concentra os principais setores industriais do Rio Grande do Norte. Há nesses municípios uma grande concentração de indústrias têxteis, de confecção e de artigos essencialmente voltados ao turismo.

Afinal, qual é a maior cidade do Estado: Natal ou Mossoró? De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística?  Levando em consideração a População, Natal é maior que Mossoró. Levando em consideração a Área, Mossoró é maior que Natal.

Tirando esta rivalidade de lado, as cidades se amam!


Sobre Lara Paiva
Oi, eu sou o Goku. Mentira, meu nome é Lara. Sou jornalista formada pela UFRN, natural de Natal. Sempre fui de humanas. Tem um blog para expor as suas curiosidades e anseios desta vida e mostrar os diferentes lados da vida urbana.

Comentários no Facebook

1 Comentário em Natal x Mossoró: duas cidades que tem o eterno amor e ódio

  1. Oi Lara, primeiramente belo [e curioso] artigo, parabéns. Desde mais novo que o pessoal fala que a rivalidade do Natalense com o Mossoroense é porque ambos queriam ser capital do RN. De um lado Natal dizendo que tem mais opções e tradição histórica, e do outro Mossoró dizendo que tem mais potencial e organização. Mas são boatos que ouvimos, né, não tem embasamento científico algum. Abração.

Deixe uma resposta

Breche Também

error: Content is protected !!