#MeuMigodaUFRN: saiba campanha contra assédio na universidade

Compartilhe:

Estamos começando março, conhecido como o mês da mulher, onde várias pautas são discutidas o papel dela na sociedade no âmbito social, político e econômico. Uma das coisas que são mais comentadas é a violência contra as mesmas, visto que ainda há diversos casos e muitos não são denunciados pela Delegacia Especializada da Mulher (DEAM) por diversos fatores.

Por isso, o coletivo Leila Diniz, um dos mais tradicionais movimentos políticos a favor do empoderamento feminino no Rio Grande do Norte, criou a campanha “MeuMigodaUFRN”. A campanha, que começou no dia 26 de fevereiro, funciona nos mesmos moldes do #meuamigosecreto, realizada em novembro de 2014, no qual as mulheres vão denunciar aqueles homens que lhe violentaram sendo que dentro da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

A intenção é denunciar tanto alunos quanto professores. Por falar em docentes, um professor foi acusado pelas alunas, no ano passado, de realizar piadas de conteúdo machista dentro da sala de aula, causando uma revolta em diversas alunas.

“Sabemos que muitos cursos ainda realizam trotes que fazem alusão ao racismo, à violência e à cultura de estupro. Veteranos não são donos de calouras. Não podemos tolerar mais homens pendurarem plaquetas com os dizeres “calouras friboi” e obrigá las a circularem pela Universidade com esses dizeres machistas. As festas de calouradas, entre outras confraternizações ocorridas dentro do campus (local que supostamente encontraríamos mais esclarecimento e por isso, segurança? oi?) são espaços onde também ocorrem muitos abusos, assédios e estupros. Recebemos denúncia de estupro dentro do Campus e não vamos nos calar!”, diz a postagem. 

Para participar é só colocar a tag: #meumigodaufrn

E muitas meninas já aderiram a campanha e uma das postagens foi essa daqui:

#‎MEUMIGODAUFRN‬? Ficou agarrando as meninas na festinha do dce mesmo nenhuma de nos querendo ficar com ele. uma diquinhaaa meu migo é anarquista e tem sorte q a menina q ele violentou não que expor ,mass ohh eu sei quem é tu visse … Anarcomachinho

Uma outra postagem foi:

‪#‎MeuMigodaUFRN‬, na confraternização tradicional do curso de direito, estuprou uma caloura, aproveitando-se de seu estado alterado e incapacidade de expressar consentimento, a largou perto do dce e voltou para a festa.

E você? Já ou conhece alguém que sofreu assédio dentro da UFRN? Participe desta campanha.


Sobre Lara Paiva
Oi, eu sou o Goku. Mentira, meu nome é Lara. Sou jornalista formada pela UFRN, natural de Natal. Sempre fui de humanas. Tem um blog para expor as suas curiosidades e anseios desta vida e mostrar os diferentes lados da vida urbana.

Comentários no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Breche Também

error: Content is protected !!