História deste casarão na Av. Duque de Caxias

Compartilhe:

Este casarão é um dos poucos da Ribeira que não sofreu alterações ao longo do tempo ou foi abandonado. Hoje, o espaço localizado na Avenida Duque de Caxias funciona um albergue e é próximo de vários pontos da boêmia natalense, como o Buraco da Catita e a Rua Chile. Como surgiu este prédio? Já teve um tempo que foi abandonado? Nós vamos contar a história dele nesta postagem, após uma longa investigação.

A casa, antes de se tornar um hotel, foi a casa do Januário Cicco, médico natural do município de São José de Mipibu. Formado em 1906 pela Faculdade de Medicina da Bahia, Cicco retornou a Natal para instalar consultório na casa dos pais, na Rua Duque de Caxias, Ribeira. Até então, apenas dois médicos atendiam toda a população natalense – Segundo Wanderley e Afonso Barata – no velho hospital da cidade.

Depois, ele fundou um hospital em 1909. Criou o primeiro Banco de Sangue e o Serviço de Pronto Socorro do Rio Grande do Norte, em 1945, e uma Escola de Auxiliar de Enfermagem em 1950. Já foi dito que o Centro de Estudos da Sociedade de Assistência Hospitalar, que ele criou em 1951, foi o embrião da Faculdade de Medicina do Rio Grande do Norte que um de seus diletos discípulos, Onofre Lopes, consolidou em 1955. De sua iniciativa originou-se também um sistema de proteção à maternidade e à infância.

Antigamente, o casarão possuía belos vitrais e uma magnífica escadaria de jacarandá, mas que foi vendida mais de uma vez à diferentes proprietários. O médico faleceu em 1952. Depois, a casa se transformou na sede da Superintendência da Pesca, órgão ligado ao Ministério da Pesca e depois foi usada como rede de hotelaria. Antes de se tornar um albergue, o espaço foi utilizado para abrigar o Hotel Scorpions.

Casa de Januário Cicco se transformou em um albergue
Casa de Januário Cicco se transformou em um albergue

Na verdade, as únicas alterações que esta casa sofreu foi a expansão do hotel que existe na Ribeira há décadas e é bastante utilizado para turistas que farão viagens em períodos curtos, como a realização de um concurso. O hotel possui cerca de vinte e nove apartamentos dentro da célula original, embora outros tenham sido construídos depois na área posterior do terreno.

O hotel possui três andares. No primeiro andar, sua configuração permite que sejam concebidos quatro apartamentos com um quarto cada, podendo, no segundo andar, repetir-se a mesma distribuição espacial. No térreo há a possibilidade de se usarem espaços do terreno do prédio como áreas para garagens.

A construção original apresenta uma área aproximada de 675,66 m². O imóvel possui áreas de apoio que foram edificadas no decorrer dos anos, em função de atender às necessidades do hotel.


Sobre Lara Paiva

Oi, eu sou o Goku. Mentira, meu nome é Lara. Sou jornalista formada pela UFRN, natural de Natal. Sempre fui de humanas. Tem um blog para expor as suas curiosidades e anseios desta vida e mostrar os diferentes lados da vida urbana.

Comentários no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Breche Também

error: Content is protected !!