Três histórias de Natal para entrar no clima natalino

Compartilhe:

O que você espera do Natal? Presentes? Festa? Ceia? Sabia que tem gente que tem uma história para se inspirar além daqueles clichês. Nesta quinta-feira, 24 de dezembro, véspera de Natal, o Brechando conseguiu catar três histórias legais sobre Natal. Sabia que tem gente vai passar longe da família? Reclamou que não conseguiu o presente que você deseja? Leia esta postagem e você saberá mais destas histórias de Natal.

O estudante Kauã Arthur tem 10 anos, mora no Vale Dourado, zona Norte da capital potiguar. Seus pais não tinham dinheiro para comprar o que desejava. Ao invés de reclamar, Kauã escreveu uma carta para o papai noel desejando um carrinho de brinquedo do Corpo de Bombeiros e entregou aos Correios. Ao descobrir este desejo, o Corpo de Bombeiros atendeu o pedido.

Mas, a surpresa não parava por aí. O Papai Noel chegou em sua casa, no lugar do trenó, com um caminhão verdadeiro dos Bombeiros juntamente com o presente. A imprensa acompanhou o trajeto do carro de bombeiros, no qual saiu de sua sede na Avenida Alexandrino de Alencar, no Barro Vermelho, até a casa do jovem.

A jornalista Hana Dourado disse em sua reportagem ao Portal No Ar que a sirene ecoava nas ruas do bairro periférico da capital potiguar, dando sinais que haveria algo bom na vizinhança. Depois, o jovem tirou foto com roupa especial dos oficiais e fotografou com os militares.

Comandante do Corpo de Bombeiros, Otto Saraiva, com o jovem Kauã Arthur (Assessoria do Corpo de Bombeiros)
Comandante do Corpo de Bombeiros, Otto Saraiva, com o jovem Kauã Arthur (Assessoria do Corpo de Bombeiros)

O motivo para este presente era o desejo de Kauã Arthur de ser bombeiro e salvar as pessoas em situações de perigo. Toda ação foi acompanhada pelo diretor geral dos Correios do Rio Grande do Norte, José Alberto Brito, e do Comandante do Corpo de Bombeiros, Otto Saraiva.

Ainda sobre os órgãos da Segurança Pública, a Polícia Militar conseguiu realizar o sonho da jovem de visitar a sua mãe. A criança de 10 anos pediu, por meio de uma carta, visitar a sua mãe que estava presa. Sabendo disso, os policiais do 8º Batalhão, que administra o município de Goianinha levou a garotinha ao encontro da mãe, que estava no Presídio de Parnamirim, região Metropolitana de Natal.

Mãe e filha se reencontram (Foto: Assessoria da Polícia Militar)
Mãe e filha se reencontram (Foto: Assessoria da Polícia Militar)

O encontro, que faz parte do projeto “Um Sonho de Natal”, desenvolvido pela Unidade Militar, resultou em lágrimas, arrependimento e pedido de perdão por parte da mãe. Além disso, as duas trocaram presentes e a criança ganhou uma boneca de presente.

A Polícia ainda continuará nesta missão de fornecer alegria para crianças carentes de Goianinha. Ainda nesta quinta-feira, eles vão estar na Casa de Cultura para entregar presentes.

Falando em encontros, quem sonha em passar o Natal com a família? Apesar da existência de mídias sociais, o Natal é o período para ter aquele contato face a face. A estudante de arquitetura, Agatha Knox, está passando uma temporada na Holanda, onde ela está fazendo intercâmbio.

Os pais e o irmão, com muito planejamento, conseguiram viajar à Europa e passarão o Natal juntos. Eles já estão fazendo uma pequena visita nas principais cidades do país e pretendem comemorar a ceia natalina no apartamento onde Agatha mora.

“Nesta semana, nós estávamos juntos em Amsterdã (capital da Holanda) e a gente vai passar o Natal em Rotterdam, onde eu moro e é a segunda maior cidade da Holanda e fica a uns 40 minutos de trem”, disse a jovem.

Agatha com a família na Holanda (Foto: Cedida/Facebook)
Agatha com a família na Holanda (Foto: Cedida/Facebook)

Além disso, ela vai se juntar com colegas da universidade, cuja turma é formada a maioria por brasileiros que estão fazendo intercâmbio. “A gente vai fazer uma ceia da galera (risos). Estamos nos organizando para todo mundo ajudar a fazer alguma coisa e rachar as conta, pois o custo é bastante alto por aqui. Vai ser bem legal passar esse Natal ao lado das famílias adotivas do intercâmbio”, contou.

O fim de ano com a família ainda será unidos, os pais e os irmãos só voltarão ao Brasil depois do ano novo. Ao ser questionada sobre o momento de comemorar o fim de ano fora de casa, a estudante respondeu: “Estou muito feliz que vou conseguir passar com a família e os amigos juntos lá em casa, será muito legal. Seja onde for, o importante é essa farra.”.


Sobre Lara Paiva
Oi, eu sou o Goku. Mentira, meu nome é Lara. Sou jornalista formada pela UFRN, natural de Natal. Sempre fui de humanas. Tem um blog para expor as suas curiosidades e anseios desta vida e mostrar os diferentes lados da vida urbana.

Comentários no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Breche Também

error: Content is protected !!