Náufragos potiguares foram resgatados em véspera de Natal

Compartilhe:

A noite de véspera de Natal será especial para oito pescadores de Natal. Eles naufragaram perto do arquipélago de Fernando de Noronha, depois de passarem quatro dias dentro de um bote em mar aberto. Eles estavam a bordo do barco chamado Rei Artur que saiu de Natal no dia 19 de dezembro em direção à ilha que pertence ao estado de Pernambuco. A intenção era voltar à capital potiguar no dia 27 de dezembro.

Então, eles perceberam que o barco estava afundando quando entrou água aonde funcionava a cozinha. Então, os oito pescadores partiram para o bote inflável. Então, eles começaram a navegar até direção à cidade do Natal. Eles foram resgatados por outros pescadores, a 15 quilômetros da costa cearense na praia de Caponga, em Cascavel, a 60 quilômetros de Fortaleza.

Eles chegaram ao Porto do Mucuripe, em Fortaleza, na madrugada de 25 de dezembro, os oito homens, desidratados e com cortes pelo corpo, receberam atenção médica do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Os homens estavam bastante debilitados e alguns não conseguiam mais andar. Um dos pecadores afirmaram que não chegaram a consumir água do mar.

Seis deles foram encaminhados para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Os outros dois, mais debilitados, foram levados para o Hospital Geral de Fortaleza (HGF). Todos se recuperando bem.

Seis dos oito que estavam naufragados forma liberados da UPA na tarde desta sexta. Em nota, a Capitania dos Portos atesta que os náufragos estariam pescando perto do arquipélago de Fernando de Noronha, quando foram atingidos porum tormenta. Um navio mercante que passava pelo litoral cearense avistou os potiguares à deriva e comunicou ao barco Rio Praça, que fez o resgate, levando-os para Mucuripe, em Fortaleza.

Eles chegaram ao Rio Grande do Norte na manhã deste sábado (26). Com ajuda de doadores, eles conseguiram comprar passagens de ônibus nesta sexta (25), material de higiene e roupas novas. Eles afirmaram que ficaram vivos graças às águas e alimentos que tinham de reserva dentro da embarcação.


Sobre Lara Paiva
Oi, eu sou o Goku. Mentira, meu nome é Lara. Sou jornalista formada pela UFRN, natural de Natal. Sempre fui de humanas. Tem um blog para expor as suas curiosidades e anseios desta vida e mostrar os diferentes lados da vida urbana.

Comentários no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Breche Também

error: Content is protected !!