Alô, menina: vacinação contra HPV tem nos postos

Compartilhe:

O HPV é a sigla do Papilomavírus Humanos (HPV), no qual este é transmitido sexualmente, quer dizer, esta é uma Doença Sexualmente Transmissível (DST) e existe mais 100 vírus deste tipo. Também é possível a transmissão do HPV de mãe para filho no momento do parto, devido ao trato genital materno estar infectado e caso as meninas tenham algum ferimento naquela região pode ter o risco de contaminação.

O que este faz? Causa uma verruga na genitália. Em alguns casos a doença pode causar câncer do colo do útero. O exame de prevenção do câncer ginecológico, o Papanicolau, pode detectar alterações precoces no colo do útero e deve ser feito rotineiramente por todas as mulheres.

Além disso, existe uma vacina para evitar que estes vírus cheguem nas meninas. Recentemente, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) anunciou que disponibiliza a vacina e que a procura das garotas anda em baixa. A meta do Ministério da Saúde é imunizar 80% de garotas com 9 a 11 anos de idade. Por que vacinar estas garotas nesta idade, no qual a maioria ainda são virgens?

Mesmo que elas ainda sejam virgens, os especialistas argumentam que é importante vaciná-las antes de iniciar uma vida sexual (apesar de que a garotada esteja começando cada vez mais cedo) e ficarem prevenidas da infecção entes que ocorra. Sem contar que as vacinas são mais efetivas antes de uma atividade sexual e que neste período a resposta imunológica é melhor.

Então, eles realizaram um chamamento de que as vacinas estão disponíveis em todos os postos de saúde da cidade e só precisa levar a jovem juntamente com a carteira  de vacinação. 

A expectativa era que 18.691 meninas fossem vacinadas com a primeira dose, sendo que apenas 6.151 foram imunizadas, o que corresponde a uma cobertura de 32,9%. Em relação a segunda dose, esse índice é ainda pior. Do público estimado, em 19,072 meninas, apenas 2.683 foram vacinadas, o que equivalente a 14%.

A SMS explica que, para fazer efeito, a vacina deve ser ministrada três vezes. Em 2015, a primeira etapa ocorreu em março e a 2ª fase está andamento e segue até dezembro. A terceira dose deve ser tomada até 60 meses após a primeira vacina. A imunidade a longo prazo só é garantida se forem tomadas três doses da vacina.

A vacina contra HPV é segura e recomendada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para prevenção do câncer do colo do útero – terceiro tipo mais frequente na população feminina e terceira causa de morte de mulheres por câncer no Brasil. A vacinação é uma estratégia de saúde pública adotada em outros 51 países, que já somaram mais de 175 milhões de doses desde 2006 em imunização, sem registros de eventos que pudessem pôr em dúvida a segurança da vacina.


Sobre Lara Paiva

Oi, eu sou o Goku. Mentira, meu nome é Lara. Sou jornalista formada pela UFRN, natural de Natal. Sempre fui de humanas. Tem um blog para expor as suas curiosidades e anseios desta vida e mostrar os diferentes lados da vida urbana.

Comentários no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Breche Também

error: Content is protected !!