Projeto da UFRN monitora focos de dengue em Natal

Original Title: Aa_FC3_58a.jpg
Compartilhe:

O projeto se chama Observatório da Dengue e foi desenvolvido em 2011, pelo Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL) e Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS), ambos órgãos da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). O projeto é destaque nacional e já teve diversas reportagens na grande imprensa.

O programa, através do Google Maps, sinaliza quais são os locais que tem foco do mosquito e casos da doença espalhados por Natal e em outros estados. A população também pode marcar no mapa e informar para a equipe da central de processamento de dados, que vai repassar para as secretarias municipais e esses órgãos públicos poderão antecipar a criação de políticas públicas para combater a doença.

O objetivo é utilizar novas tecnologias de informação e geoprocessamento para monitorar o foco do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, Zika Vírus e chicungunha.

Nesses três anos, o programa evoluiu bastante, pois foi adequado à Organização Mundial de Saúde (OMS) e Organização Pan-Americana de Saúde. Como funciona o programa? Primeiro acesse ao site, que lhe vai fornecer duas opções: denunciar focos do mosquito da dengue ou alguém que está com suspeita da doença.

Link da página
Print da página

Clique na opção desejada. Você vai colocar os seus principais dados e marcar no mapa aonde foi que a pessoa está doente ou no canto que tem foco do mosquito. Depois, registrar o endereço, ponto de referência ou anexar uma foto. Com essas informações, a Prefeitura pode mandar um agente de saúde inspecionar o local e, assim, evitar mais uma epidemia.

Natal, através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), foi o primeiro município do Rio Grande do Norte a implantar a tecnologia e a partir da semana que vem outras cidades do estado receberão o treinamento para manusear o sistema. A intenção é que outras cidades funcionem da mesma forma que acontece na capital potiguar. Neste ano, outros municípios demonstraram interesse em utilizar esta mesma tecnologia.

As denúncias podem ser realizadas em http://telessaude.ufrn.br/observatoriodadengue/.


Sobre Lara Paiva
Oi, eu sou o Goku. Mentira, meu nome é Lara. Sou jornalista formada pela UFRN, natural de Natal. Sempre fui de humanas. Tem um blog para expor as suas curiosidades e anseios desta vida e mostrar os diferentes lados da vida urbana.

Comentários no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Breche Também

error: Content is protected !!