Conhece o projeto Elefante Literário?

Compartilhe:

Com mais de quatro mil visualizações e 16 vídeos já publicados, dois jovens publicitários resolveram falar sobre livros a partir de resenhas gravadas em vídeos e nasceu o projeto Elefante LiterárioSempre perto das estantes, a dupla Caroline Queiroz e Noberto Alves desenvolveram o projeto em setembro deste ano.

Uma forma de atrair os visitantes é misturar elementos literários com as tendências da internet no momento com o marketing digital. “Fora o vídeo de apresentação do canal, que está chegando a mil visualizações, existe um vídeo que fazemos uma brincadeira com os livros e signos”, comentou Noberto Alves, publicitário e idealizador do canal.

A ideia do canal já era algo pensado há muito tempo pelos meninos, que são fãs de pessoas que fazem vídeos desse estilo em site de compartilhamento de vídeo. “Ficávamos adiando a criação, mas após a ida à Bienal do Livro do Rio de Janeiro (primeiro vídeo do projeto), decidimos que era a hora”, comentou Caroline Queiroz.

Durante a conversa, Noberto admitiu que era quem mais ficava adiando o projeto. “O que é mais divertido de trabalhar com literatura é aquela velha expressão, mas verdadeira, de que nós conhecermos novos mundos e ter personagens quase que como amigos. No caso do trabalho com o canal, além disso, é poder conhecer pessoas que também amam o mundo literário e também querem expor suas opiniões ou indicar novas leituras. Apesar de estarmos no início, já conhecemos pessoas bem legais nesse pouco tempo”, afirmou.

De volta à Natal, eles montaram uma identidade visual e começaram a produzir diversos vídeos ao mesmo tempo. O nome “Elefante Literário” é uma homenagem ao Rio Grande do Norte, que a silhueta do mapa possui um formato parecido com o mamífero.

“Queríamos deixar marcado de onde somos, justamente por não ter tanta presença do estado no booktube (nome em inglês para pessoas que fazem vídeos relacionados à livros). A leitura tem um fator de grande importância já que dependendo do meu estado de espírito, eles me levam a outros lugares e ensinam diversas coisas”, explicou Caroline, que chegou a admitir que os vídeos sobre o assunto lhe ajudaram a começar a ler bastante os livros.

Noberto, por sua vez, disse que sempre teve contato com livros de curiosidades, gibis e revistas de curiosidades. Depois, o interesse passou para a literatura infanto-juvenil. “Durante a escola dei uma pausa e o gosto voltou a crescer com mais força por volta de 2013. Os livros têm essa capacidade de nos fazer imaginar, refletir e fugir um pouco da vida real”, relatou.

Para os dois vlogueiros, eles não possuem um gênero literário favorito, o importante é que a narrativa e a estrutura sejam boas. “Sem me importar muito com o gênero, o enredo e uma estrutura narrativa interessante são fatores primordiais em um livro. Passei alguns meses lendo muitas distopias, mas hoje estou aberto a novos gêneros literários”, disse o publicitário.

Sobre o fato de estender o projeto, eles enfatizaram que o trabalho ainda é recente, mas que isto não está fora de cogitação.

“Como ainda estamos iniciando, pretendemos conhecer melhor nosso público e divulgar para que mais pessoas interessadas o conheçam. Nesse caminho de conhecimento, queremos ver as possibilidades de mostrar um conteúdo inovador que agrade ao nosso público, nunca descartando essa possibilidade de extensões”, explicou o publicitário.

Além do canal, Noberto trabalha com fotografia e é estudante de Educação Física e Caroline largou a publicidade para focar mais na área de produção cultural.


Sobre Lara Paiva
Oi, eu sou o Goku. Mentira, meu nome é Lara. Sou jornalista formada pela UFRN, natural de Natal. Sempre fui de humanas. Tem um blog para expor as suas curiosidades e anseios desta vida e mostrar os diferentes lados da vida urbana.

Comentários no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Breche Também

error: Content is protected !!