A história do Aeroclube de Natal

Compartilhe:

Recentemente, os jornais publicaram a história da demolição do prédio onde funciona hoje o Aeroclube de Natal, no qual o terreno pertence ao Governo do Estado. A intenção é transformar o local em um prédio de uma das pastas administrativas da gestão estadual ou a construção de mais um novo teatro.

No dia 20 de outubro deste ano, a 2ª Câmara Cível julgou um agravo regimental movido pela Procuradoria Geral do Estado para a reintegração de posse do terreno que é atualmente ocupado e mantido pelo Aeroclube do Rio Grande do Norte. A área, que tem aproximadamente 38 mil metros quadrados e é avaliada em R$ 150 milhões. Com a decisão, o Aeroclube deve desocupar o terreno. Contudo, ainda cabe recurso.

O processo de reintegração de posse foi iniciado em 2014 depois que o terreno do clube foi colocado no pacote de imóveis usado para garantir o empréstimo para a construção da Arena das Dunas, estádio usado na Copa do Mundo em Natal.

A Justiça potiguar chegou a determinar a reintegração de posse da área em 2014, porém a decisão foi suspensa depois que o Aeroclube recorreu. A Procuradoria Geral do Estado contesta o uso do imóvel para cursos e modalidades esportivas pagas mesmo com a empresa constando como instituição sem fins lucrativos. O governo não recebe dinheiro do terreno.

Além desse processo, o Estado e o Aeroclube também brigam judicialmente pela titularidade do terreno. O processo já passou pelo Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5), onde o governo conseguiu uma decisão favorável pela titularidade.

A ideia de criar um aeroclube surgiu pelo governador Juvenal Lamartine, que criou no final de 1928 e era uma forma de fomentar a aviação comercial, que estava sendo desenvolvida no Brasil. Então, nasceu uma escola de aviação, que ensinava os jovens natalenses a serem pilotos. O local, antes de ser o clube, funcionava a casa de veraneio de Alberto Maranhão.

A escola, quando foi fundada, era dirigida por Djalma Petit, que preparou cinco pilotos de início. Estes jovens receberam brevês outorgados pelo Aero Clube Brasileiro, por intermédio da delegação da Federation Aeronautique Internacionale.

Hoje, o local virou espaço para encontro de natalenses a partir de festas e também a prática de esportes, como vôlei de praia, xadrez, tênis e futebol. O local também continua formando novos pilotos. Neste momento, a diretoria está organizando uma manifestação para evitar a saída do local onde ficam, que pode ser visto na fanpage do Aeroclube.


Sobre Lara Paiva

Oi, eu sou o Goku. Mentira, meu nome é Lara. Sou jornalista formada pela UFRN, natural de Natal. Sempre fui de humanas. Tem um blog para expor as suas curiosidades e anseios desta vida e mostrar os diferentes lados da vida urbana.

Comentários no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Breche Também

error: Content is protected !!