Hotel Reis Magos: Nosso finado hotel que querem demolir

Compartilhe:

Os natalenses, que presenciaram as décadas 60 e 70 na Praia do Meio, admiravam a beleza de um prédio cheio de curvas e que hospedavam diversos turistas. Estamos falando do Hotel Internacional dos Reis Magos, fechado há 20 anos e está passando por uma questão judicial para que a edificação seja demolida.

Entidades e alguns estudantes de arquitetura são contra a demolição, no qual realizarão um protesto neste próximo domingo (4). Para saber um pouco mais sobre o hotel, conheça a história a seguir.

O Hotel Internacional dos Reis Magos era considerado um símbolo do turismo potiguar, uma vez que foi o primeiro empreendimento turístico de alto padrão no Rio Grande do Norte. Sua arquitetura era modernista, cheio de cobogós e curvas. Esse tipo de modelo arquitetônico estava bastante presente nas ruas, como a construção da sede da AABB (Associação Atlética do Banco do Brasil) e da Cosern.

O hotel foi construído por iniciativa do governador Aluísio Alves que, para isto, contou com recursos da Aliança para o Progresso, do Banco Internacional de Desenvolvimento e do Governo Federal, através da ação da Sudene. O projeto foi elaborado pelos arquitetos pernambucanos Waldecy Pinto, Antônio Didier e Renato Torres. Ressaltando que foi o estado de Pernambuco que estimulou a produção de prédios modernistas no Nordeste.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O local era bastante luxuoso, tinha 63 apartamentos, uma suíte presidencial, recepção, salões nobres, elevadores, parque aquático, sauna, playground, restaurante, estacionamento, boate, salão de beleza, áreas de lazer, lojas, serviço médico, e um saguão abrigado para embarque e desembarque. A ambientação ficou por conta de Janete Costa e o paisagismo por Gilda Pina.

A escolha do terreno também obteve a participação dos arquitetos. Eles escolheram esta área por oferecer uma infraestrutura de acesso, além de fornecer água potável, vias pavimentadas e ser próximo do centro da cidade e dos principais pontos turísticos, inclusive o Forte dos Reis Magos.

Sua inauguração aconteceu no dia 7 de setembro de 1965, ao som da Orquestra de Frevos de Nelson Ferreira. Inicialmente administrado pela Emprotur, de responsabilidade do governo do estado, posteriormente, durante 15 anos, o Hotel dos Reis Magos esteve arrendado à rede Tropical Hotéis, empresa que pertenceu à Varig.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O hotel fechou as portas em 1995. Após o fim do contrato, o governo privatizou, e foi comprado pela Hotéis Pernambuco S.A., que decidiu reformar e re-abrir novamente o empreendimento. Sua revitalização é vista como grande impulso ao desenvolvimento turístico da Praia do Meio. Tinha previsão de voltar em 2014, sem sucesso.

Hoje, o Reis Magos se encontra abandonado e todos que passam lamentam que aquelas ruínas ajudou a impulsionar o turismo potiguar.


Sobre Lara Paiva

Oi, eu sou o Goku. Mentira, meu nome é Lara. Sou jornalista formada pela UFRN, natural de Natal. Sempre fui de humanas. Tem um blog para expor as suas curiosidades e anseios desta vida e mostrar os diferentes lados da vida urbana.

Comentários no Facebook

Breche Também

error: Content is protected !!