Exibindo um filme no meio da praia de Ponta Negra

Compartilhe:

Onde você pode ver filmes além do cinema? Esta foi a ideia do festival Urbano Cine, que exibiu 30 filmes produzidos no Rio Grande do Norte em vários cantos da cidade, mais precisamente nas quatro zonas urbanas, como Rocas,  Cidade da Esperança e também na praia de Ponta Negra, mais precisamente na orla.

O evento foi fruto do edital Cine Natal 2014 e a intenção é valorizar a produção audiovisual no estado. A maioria das exibições eram curtas-metragem.

Como os filmes foram selecionados? Eles lançaram um edital, no qual os produtores tiveram que fazer a sua inscrição na internet. Foram inscritos mais de 100 filmes e uma comissão julgadora teve que selecionar.  Entretanto, esta não foi a primeira edição do festival

“O projeto surgiu em 2013 como uma mostra de audiovisual dentro do Circuito Cultural Ribeira durante duas vezes. Depois a gente tocou o projeto por conta própria a partir das nossas parcerias. No ano de 2014, nós fizemos mostras em São Paulo, Belém do Pará e também em Natal”, disse João Augusto, um dos organizadores do evento.

Além disso, o Urbano Cine 2015 aconteceu no município paraibano de Patos e na segunda maior cidade do Rio Grande do Norte, Mossoró. “Só com o edital do ano passado, nós conseguimos organizar como um festival. Antes era um projeto de exibição de filmes potiguares”, complementou João.

Urbano Cine exibiu em vários cantos da cidade
Urbano Cine exibiu em vários cantos da cidade (Fotos: Lara Paiva)

O critério de seleção dos filmes para cada local de Natal se deu a partir das características de cada produção. “Foi vendo mais de acordo com as características de cada bairro. Em Ponta Negra, por exemplo, a gente escolheu mais produções relacionadas com o mar e a praia. Tem um deles que a gente escolheu que fala sobre a história da Vila de Ponta Negra e tem tudo a ver com o bairro”, afirmou o organizador.

Muitos natalenses resolveram assistir o filme no calçadão de Ponta Negra, mesmo com a chuva atrapalhando um pouco a exibição. Dayane Moura gostou da experiência de ver produções dessa seguinte forma. “Eu achei a ideia muito bacana, show mesmo.  Acho a iniciativa mostra que existe um público diferenciado em interessado nestas obras. Se a gente não vai o cinema, ele vem até nós”, comentou.

Além da exibição de filmes, o local teve apresentação de grupos de break dance e também de palhaço. Os cineastas também estiveram no local e comentaram um pouco do seu trabalho. A jovem Williane Sousa gostou do que viu. “Acho interessante, pois aqui em Natal não acontece com frequência este tipo de eventos culturais. Esta foi a minha primeira vez participando de um festival de cinema”, contou.


Sobre Lara Paiva

Oi, eu sou o Goku. Mentira, meu nome é Lara. Sou jornalista formada pela UFRN, natural de Natal. Sempre fui de humanas. Tem um blog para expor as suas curiosidades e anseios desta vida e mostrar os diferentes lados da vida urbana.

Comentários no Facebook

Breche Também

error: Content is protected !!